Últimos Posts
Cultura

Teatro

Shows

Exposições

Noite

Festas

Esportes

Eventos Esportivos

Nasce uma "nova" Feira Cultural no Rio de Janeiro!

Chegou ao fim a ameaça do fim da tradicional Feirinha do Choro na Rua General Glicério, em Laranjeiras, cuja decisão de seu encerramento - tomada pela prefeitura - foi bastante criticada por frequentadores e expositores. A prefeitura voltou atrás na decisão de proibir a atividade e vai regularizar os comerciantes!

A polêmica começou na semana passada, quando os feirantes foram avisados pela Secretaria de Ordem Pública que não poderiam mais montar suas tendas. Em pouco tempo, a notícia se espalhou, mobilizando moradores, comerciantes e simpatizantes da feira, que uniram esforços em protestos em redes sociais e abaixo-assinados.

Logo após receber a notificação, Tatiana Bravo, que é responsável pela comunidade virtual e expositora da feira, criou no Facebook o evento pela permanência do choro e da feira de artesanato da General Glicério que em apenas 3 dias já possuia mais de três mil pessoas confirmando a presença no protesto em prol da feirinha.

A mobilização popular, tanto no meio virtual quanto no boca a boca, foi fundamental e fez com que a prefeitura mudasse sua postura quanto à permanência da feira. Os feirantes conversaram com seus amigos e conhecidos sobre o que estava para acontecer e, de uma forma inesperada até mesmo para os feirantes, a repercursão disto foi muito maior do que a prevista.

De acordo com Leila do Flamengo, que coordena a 4ª Região Administrativa, a decisão inicial de acabar com a feira foi motivada por reclamações de moradores, que criticavam principalmente o excesso de bagunça, barulho e sujeira em decorrência da feira. Somente após a notificação da prefeitura aos feirantes é que houve uma negociação e, finalmente, um acordo.

Nestas negociações, ficou definido que seriam regularizados tanto os 14 expositores que trabalham diretamente na General Glicério como os 71 feirantes que vendem frutas e legumes no local. A roda de choro foi liberada, no entanto ficou proibido o estacionamento dos caminhões no entorno da feira, bem como a ampliação do número de vendedores. A feira, agora regulamentada, vai se chamar Feira Cultural da General Glicério.


Alguns dos grandes atrativos da feira, que começa bem cedo, são a barraca do Luizinho, com seus drinks especiais e CDs raros e também o grupo Choro na Feira, que a vários anos apresenta gratuitamente aos sábados o autêntico chorinho debaixo da frondosa árvore pata-de-vaca que fica na ponta da praça – exceto nos sábados de chuva, de aleluia e entre as festas de fim de ano.
Saiba mais...

16º Festival Brasileiro de Cinema Universitário


Terá início hoje, 28/07, o 16º Festival Brasileiro de Cinema Universitário - FBCU, que é considerado como o principal exibidor de produção audiovisual universitária do país. O evento começa aqui no Rio de Janeiro, onde permanecerá até o dia 7 de agosto, contiuando em São Paulo até o dia 14 de agosto.

O Festival tem sua origem justificada na necessidade dos universitários de criarem um espaço para exibição de seus filmes e assim propiciar a integração das escolas de cinema através de encontros e debates de alunos, ex-alunos, professores e profissionais de cinema. Com isto, os universitários passam a ter um espaço para exibirem seus primeiros curtas metragens, proporcionando também a integração de alunos e professores de cinema através de debates e encontros, oferecendo ainda a possibilidade de parcerias.

O evento conta com os destaques da Mostra Competitiva Nacional e Internacional, no qual universitários brasileiros e estrangeiros têm a oportunidade de apresentar sua criações em qualquer formato, além disto, fazem parte do Festival a Mostra Informativa de Curtas, a Mostra Homenagem, Sessões Especiais, Oficina de Roteiros do Projeto Sal Grosso, Oficina O Fim do Cinema, Oficina de Captação e Finalização em Digital, Oficina de Composição Audiovisual, Encontro Internacional dos Estudantes de Cinema, Debates e o Projeto Sal Grosso.

No Rio de Janeiro, o festival será apresentado no Centro Cultural dos Correios, na Caixa Cultural e no Cine Odeon.

Confira o calendário completo do evento clicando aqui.
Saiba mais...

Abaporu, a Festa!

Inspirada em um dos quadros brasileiros mais valorizados do mundo, a Abaporu, a Festa! traz pra cena carioca a união de moda, música e poesia, em uma tentativa de revitalizar o conceito antropofágico nos moldes contemporâneos.

Para informações sobre a 2ª edição de Abaporu, a Festa!, clique aqui!

A identidade brasileira não carece mais de aprovações e não há quem ouse dizer que o nosso já foi de outro. Tá tudo misturado. E nunca foi tão bom dizer que as influências dos antepassados contribuíram para a criação de um Brasil plural, original, irreverente e mesclado. Com base nessa mistura, a Abaporu, a Festa! surge para mostrar a ausência de fronteiras entre o nacional e o estrangeiro através das artes. Tudo é cultura. Aqui, o regional de cada canto do planeta vai pro mainstream.

É a cultura regional de cada povo em harmonia, numa celebração cultural onde a música rege o comportamento.

Com curadoria de Liliane Prohmann e Felipe Falcão, Abaporu, a Festa! será realizada na sexta-feira, dia 5 de agosto, a partir das 23:00 hs na Casa da Praia, no Leblon, e contará com as seguintes atrações:

Pintura "Abaporu", de Tarsila do Amaral
DJ MAM - DJ de música brasileira mais conceituado da atualidade, famoso por combinar sotaques brasileiros através do som.

Nova Lapa Jazz - Mais contemporâneo e antropofágico que isso não há. A começar pelo nome que une o pólo cultural mais conhecido do mundo ao gênero musical surgido nos EUA.

Omar Salomão - O poeta Omar Salomão, filho de Waly Salomão, vai criar poesias exclusivas especialmente para o evento.

DJ Lili - Música regional do Brasil e do mundo. Rompimento das barreiras entre o nacional e o estrangeiro através da difusão de ritmos populares pouco disseminados. DJ residente.

DJ Zo.Rina - Cantora russa que mora no Brasil. Se arrisca nas picapes com sons do leste europeu.

Moda Balaco - Exibição de tendências com apresentação e exposição de roupas da Moda Balaco.

Vitor W VJ - O designer e arquiteto dos palcos do Rock in Rio projeta imagens antropofágicas em diversos ambientes.


Abaporu, a Festa!
Quando? sexta, 5 de agosto às 23:00 hs
Onde? Casa da Praia - Avenida Niemeyer, 99 - Leblon
Quanto?
Com lista amiga (até meia-noite) - producaoabaporu@gmail.com: R$ 20,00
Sem lista até 01:00 hs: R$ 25,00
Sem lista após 01:00 hs: R$ 30,00

A Lista Amiga se encerra às 18h do dia do evento.

Bilheteria em dinheiro; cartão de débito no bar.


Saiba mais...

Mais Jazz, agora em exposição

O CCBB do Rio de Janeiro irá exibir a partir do dia 1º de agosto uma mostra gratuíta sobre o grande jazzista Miles Davis, considerado um dos maiores músicos do séc. XX. Nesta exposição, entitulada Queremos Miles - Miles Davis, Lenda do Jazz, sua vida será retratada com fotos, cançoes e depoimentos de parentes.

Considerado um dos pioneiros do jazz, expositores observaram que apenas fotos e textos de Miles não fariam jus a sua carreira. Com isto, pode-se acompanhar áudios e vídeos de diferentes fases da carreira do músico. A exposição inclui instrumentos de Miles de outros nomes do jazz, como Wayne Shorter e John Coltrane, que foram membros de sua banda.

Miles foi responsável pela criação e desenvolvimento de diversos sub-gêneros do jazz, como o bebop e o fusion. Trabalhos como Kind of Blue (1959) e Birth of the Cool (1957) são citados com frequência como influência não só para o jazz, mas para a música no séc. XX, incluindo o rock.

Queremos Miles - Miles Davis, Lenda do Jazz
Quando? 1 de agosto a 28 de setembro
De terça à domingo, das 9h às 21h
Onde? CCBB-RJ - Rua Primeiro de Março, 66 - Centro
Quanto? Entrada Franca
Saiba mais...

New Orleans encontra o Rio de Janeiro

9º Bourbon Street Fest

Criado em 2003 no intuito de comemorar os 10 anos do Bourbon Street, o Festival Bourbon Street Fest resume o rico panorama de ritmos e estilos da música da Louisiana e de New Orleans, que vai da vanguarda ao jazz tradicional e passa pelo blues, zydeco, soul, R&B, funk, brass e suas várias vertentes, trazendo ao Brasil a magia da festiva cidade de New Orleans.

A ótima música e grande vibração são ingredientes que fazem do Bourbon Street Fest um dos mais importantes e originais festivais da agenda cultural do Rio de Janeiro e também da cidade de São Paulo chegando, ainda, à Capital Federal nesta nona edição.

No Rio de Janeiro, a 9º Bourbon Street Fest contará com a participação de grandes artistas internacionais, tais como o trombonista Delfeayo Marsalis, cujo trabalho como produtor em discos acústicos de Jazz é constantemente elogiado pelo jornal The New York Times, o trio feminino New Orleans Ladies of Soul, que homenageia grandes artistas do Soul de todas as fases, desde Tina Tuner a até Amy Winehouse, Nathan & The Zydeco Cha Chas apresentando o mais autêntico Zydeco ao redor do mundo e Amanda Shaw, a jovem talentosa compositora, performer e arranjadora de apenas 20 anos que agrada a todos os públicos fazendo a junção da música canjun tradicional com Rock e Blues.

Confira abaixo a programação para o Rio de Janeiro:

Domingo, 31 de julho
Local: Parque Garota de Ipanema
Evento Gratuito e ao ar livre

15:30hs - Orleans St. Jazz Band (Jazz / Dixieland)
16:00hs - Cynthia Girtley (Gospel / Jazz / Blues)
17:30hs - Delfeayo Marsalis Sextet (Jazz / New Orleans)
19:00hs - New Orelans Ladies of Soul (R&B / N.O. / Soul)

Segunda, 1º de agosto
Local: Parque Garota de Ipanema
Evento Gratuito e ao ar livre

19:00hs - Orleans St. Jazz Band (Jazz / Dixieland)
19:30hs - John Mooney & Bluesiana (Blues)
21:00hs - Amanda Shaw (Blues / Cajun / Bluegrass)


Quarta, 3 de agosto
Local: Rio Scenarium
22:00hs - Nathan & Zydeco Cha Chas (Zydeco)
23:30hs - The Dirty Dozen Brass Band (Brass / Funk)

É uma ótima pedida para começar o mês de agosto fluindo em boas energias!
Saiba mais...

X-Tudo Cultural 2011


O X-Tudo Cultural é uma mostra, um coletivo de diversidade e integração para a troca de experiências e vivências artísticas nas áreas de teatro, dança, música, audiovisual e artes plásticas, de acordo com demais projetos do SESI Cultural que, por intermédio do seu Programa de Cultura, proporciona qualidade de vida aos industriários, familiares e à comunidade.

A edição de 2011 tem como intuito institucionalizar a marca "X-Tudo Cultural" no calendário da cidade do Rio de Janeiro, o evento teve início no dia 13 de julho e a sua programação se estenderá até o dia 30 de julho nos teatros do SESI no Centro e em Jacarepaguá.

Além de se transformar em um grande catalizador do cenário carioca, o X-Tudo Cultural tem como característica ser um evento de integração e interação entre artistas, produtores, gestores e equipe técnica, desde o processo da curadoria, sob a vertente da realização, divulgação e acesso à arte, em conformidade com os objetivos da cultura do SESI e de acordo com a complexidade da Indústria Criativa.

Este ano o X-Tudo Cultural conta com cinco curadores convidados, os quais, atentos ao panorama atual, traduzem seus conceitos reconhecendo em cada criação, com um novo olhar, uma proposta de reflexão e apreciação de outras opções para consumo.

O sucesso da primeira edição da mostra X-Tudo Cultural, ocorrida em 2010, registrou a participação de 26 atrações, composta por 35 grupos artísticos e aproximadamente 4.000 pessoas assistiram aos espetáculos e exposições no Teatro SESI Centro, Jacarepaguá e Caxias, comprovando que o público é atraído pela realização de mostras e festivais.

Para conferir a programação completa do X-Tudo Cultural 2011 visualize a versão completa deste post, clicando aqui.
Saiba mais...

O que mais já passou por aqui

Não podemos esquecer também dos outros posts mais antigos que também passaram por aqui. Confira abaixo alguns deles que deram o que falar!