Últimos Posts
Cultura

Teatro

Shows

Exposições

Noite

Festas

Esportes

Eventos Esportivos

Mostra Livre de Artes 2012



Nascida em 2005 no Circo Voador, a Mostra Livre de Artes - MoLA, surgiu com o objetivo de abrigar artistas de diversas áreas que não encontravam espaço para expor suas obras. E eles vieram. Artistas plásticos, cenógrafos, produtores, músicos, atores, poetas, performers, cineastas e todos que tinham algo a acrescentar à ideia se reuniram no Circo Voador e ajudaram a germinar a semente do projeto que chega à sua sétima edição em 2012.

O conceito desta edição aborda temas pertinentes à arte contemporânea, como autoria, intervenção urbana, engajamento social e deslocamento de obras. Ao todo, são sete instalações artísticas ocupando os jardins do Circo Voador, entre os dias 31 de outubro e 3 de novembro.

Além destas instalações artísticas, cada dia do evento contará com a participação de cineclubes diferentes, projetando tanto no telão interno quanto externo do Circo Voador diversas obras cinematográficas, sempre a partir das 18h. Na lona e no pátio do Circo haverão apresentações de artes cênicas e, a partir das 21:30h, as bandas e coletivos musicais passam a agitar a noite!

Um dos destaques é o músico pernambucano Di Melo, que se apresenta hoje (31/10) com o repertório que o levou ao sucesso na década de 70. Outro destaque é a cantora Mallu Magalhães que mostra na sexta-feira, dia 2, o seu novo trabalho, Pitanga.


Mostra Livre de Artes
Quando? Quarta (31) a sábado (3), a partir das 18h
Onde? Circo Voador
Rua dos Arcos, s/nº - Lapa
Quanto? R$ 40,00 (grátis até 21h)
Saiba mais...

Impressionismo: Paris e a Modernidade

A exposição traz pela primeira vez ao país uma seleção de 85 obras-primas do acervo do Museu d'Orsay de Paris, um dos mais visitados museus do mundo, dedicado à arte do século XIX e detentor da mais importante coleção de impressionistas.

A mostra reflete a história da pintura ocidental no período que compreende a segunda metade do século XIX e início do século XX e é dividida em seis módulos – Paris: a cidade moderna, A Vida Urbana e Seus Autores, Paris É Uma Festa, Fugir da Cidade, Convite à Viagem e A Vida Silenciosa, com obras de grandes mestres como Camille Pissaro, Claude Monet, Edgar Degas, Edouard Manet, Gustave Coubert, Carot, Henri Toulosse-Lautrec, Jules Lefebvre, Paul Cézanne, Paul Gauguin, Pierre-Auguste Renoir e Vincent Van Gogh.

No dia 23, às 19h, haverá uma mesa-redonda com a participação dos curadores. O evento é gratuito, com senhas distribuídas uma hora antes do início da palestra. Durante todo o período da exposição Impressionismo: Paris e a Modernidade, o Programa Educativo desenvolverá ações que acontecerão ao longo do dia em vários espaços do CCBB. Você poderá ser surpreendido com uma destas atividades.

O público visitante terá à sua disposição souvenirs confeccionados para a mostra e que estarão à venda para o público em quiosque especialmente montado para o evento.


Impressionismo: Paris e a Modernidade
Quando? 23 de outubro a 13 de janeiro de 2013
Horário: Terça a domingo, das 9h às 21h
Onde? Centro Cultural Banco do Brasil - RJ
Rua Primeiro de Março, 66 - Centro
Quanto? Entrada Franca
Saiba mais...

Rock in Rio 2013 #1



A produção do festival Rock In Rio confirmou mais três atrações para a edição brasileira em 2013: Bruce Springsteen, Metallica e Iron Maiden.

O anuncio foi feito nesta terça (16/10), em uma coletiva de imprensa realizada no Cristo Redentor. De acordo com a programação, o festival acontecerá nos dias 13, 14, 15, 19, 20 e 21 de setembro de 2013, na Cidade do Rock.

Roberto Medina, ao anunciar o line-up, disse que vai "fazer um evento melhor do que fiz antes”. O produtor ainda confirmou George Benson, Ivan Lins e grupo formado pelo Sepultura e Tambores Du Bronx.

O ingresso custará R$ 260,00 (inteira) por dia, com meia-entrada a R$ 130,00. A pré-venda exclusiva para clientes Rock in Rio Club começa neste sábado, dia 20 de outubro, por meio do site ingresso.com, e a pré-venda do Rock in Rio Card para o público em geral terá início ainda no dia 30 deste mês.

As vendas específicas para cada dia do evento serão realizadas a partir do dia 1 de fevereiro de 2013 e o pagamento poderá ser feito por cartão de crédito, parcelado em até quatro vezes.



29/10/2012
Foi divulgada pela organização do Rock in Rio a participação de uma nova atração, o cantor Ben Harper, que deverá se apresentar no dia 20 de setembro de 2013 no palco Sunset!
Saiba mais...

Era uma vez, e não era uma vez



Remontar um espetáculo teatral é sempre um desafio, ainda mais quando se passaram 10 anos da primeira apresentação. No entanto, com a mesma disposição de quando tudo começou os integrantes do Grupo Milongas encararam a passagem de tempo, não só no na aparência física, mas também na linguagem do texto, que sofreu algumas alterações para se tornar atual, mas ainda mantendo a utilização das lendas, autos, danças, folguedos, cordel, jogos, brincadeiras populares e musica ao vivo, oriundas do projeto original do espetáculo infanto-juvenil Era uma vez, e não era uma vez, resultando em uma apresentação ritmada e dinâmica.

Desde a sua concepção, em 2002, o trabalho desperta no público o interesse pelos personagens da Cultura Popular Brasileira (Curupira, mula sem cabeça, bumba meu boi...) às vezes esquecidos pelas crianças. E toda essa brasilidade pode ser conferida na história envolvente de um menino que imagina criaturas fantásticas e engraçadas para esquecer a tristeza de ter perdido o avô. A reapresentação do espetáculo celebra o aniversário de 10 anos do grupo que se formou a partir dessa montagem.

Era uma vez, e não era uma vez
Quando? 3 de novembro a 16 de dezembro de 2012
Sábados e Domingos, às 18:30h
Onde? Teatro do Jockey
Rua Mário Ribeiro, 410 - Gávea
Quanto? R$ 30,00 (inteira)

Texto: Breno Sanches e Camile dos Santos
Direção: Breno Sanches
Elenco: Adriano Pellegrini, Camile dos Anjos, Hugo Souza, Patrícia Ubeda e Roberto Rodrigues
Saiba mais...

Encena - Desvendando o Processo (2ª Edição)

Fachada da Galeria Tac
A Galeria Tac vai abrir as portas novamente para a mostra Encena – Desvendando o Processo, mostra de processos criativos em artes cênicas idealizada para artistas e grupos de teatro mostrarem trabalhos em processo de criação. A regra é simples: cada artista ou grupo tem até meia hora para mostrar cenas ou fragmentos de uma peça que esteja em processo de ensaio. Depois, há um debate com o público. A mostra acontecerá nos dias 18 e 19 de outubro, de 19 às 23 hs, com entrada franca.

A primeira edição de Encena – Desvendando o Processo ocorreu em 14 e 15 de junho deste ano e teve ótima repercussão no meio teatral. Dois grupos que se apresentaram na mostra, inclusive, cumpriram bem-sucedidas temporadas logo depois: Teatro do Nada, com Segredos, e Grupo Rascunho, com Nelson ou ensaio sobre o amor no buraco da fechadura (ambos no Teatro Cândido Mendes). As principais características, portanto, serão mantidas: a descontração e o ecletismo.

Pela segunda vez, vão se juntar num mesmo espaço artistas iniciantes e experientes, narrativas mais tradicionais e novíssimas pesquisas de linguagem. Nesse pequeno painel da safra teatral carioca serão apresentados os seguintes artistas: Brunno Vianna, Cia. Teatro da Estrutura, Grupo Andaimes, Grupo Atorais, Teatro Curupira, Na Cia. do Outro, Grupo Interface, Fauxto Freitax, A Casa Voadora, Flávia Coelho, Cia de Teatro Baú da Baronesa e Grupo Zimba.

Confira a seguir a programação dos espetáculos:

Quinta-feira, 18 de outubro

19:00 Brunno Vianna
"Lamento e Liberdade"
Texto e direção: Brunno Vianna
Com: Cláudia Leopoldo e July
19:30 Cia. Teatro da Estrutura
"Vem!"
Texto, Concepção e Direção: Márcio Zatta
Com: Helen Maltasch, Diego Sant’ana, Carol Mattos e Otto Caetano
20:05 Grupo Andaimes
"Não sou feliz, mas tô tentando..."
Texto: Bárbaro Heliodoro
Direção: Márcio Nogueira
Elenco: Marcos Andrade e Renato Correia
Assistência de direção: Juliene Lima
20:40 Grupo Atorais
"Eu me amo. Eu me aprovo."
Texto e Direção: Vinícius Arêas
Elenco: Dayanna Lima, Bruno Dal Ponte e Vinícius Arêas
21:20 Teatro Curupira
"Um Samba para Plínio Marcos"
Texto: Plínio Marcos
Direção: Ronaldo Ventura
Elenco e coreografia: Ana Cecilia Reis e Caju Bezerra
22:00 Na Cia. do Outro
"Breve - um pequeno conto de Romeu e Julieta"
Texto e direção: Rodrigo Brand
Elenco: Ciça Ojuara e Rodrigo Guedes

Sexta-feira, 19 de outubro

19:00 Grupo Interface
"Em 5 Minutos"
Texto e Direção: Mônica Diniz
Com: Leda Nascimento, Silvia Werneck, Marcelo Pires, Dani Niño, Bernice Xavier e Mônica Diniz
19:30 Fauxto Freitax
“Coisas que eu sempre quis dizer a você mas nunca tive coragem”
Texto e Direção: Fauxto Freitax
Com: Fauxto Freitax
20:15 A Casa Voadora
"Gata amarrada em Saco de Pano"
Dramaturgia: Vanessa Pequeno
Direção: Marco Andrade
Elenco: Cristiana Carvalho, Maria Júlia Garcia, Vanessa Pequeno
20:50 Flavia Coelho
"Duas Palavras"
De: Isabel Allende
Com: Flavia Coelho
21:30 Cia de Teatro Baú da Baronesa
"Jumbo"
Direção: Joana Lebreiro
Dramaturgia: Cilene Guedes
Elenco: Cilene Guedes, Fernanda Bastos, Fernanda Huffel, Heloísa Lazari, Letícia
Milena, Naiana Borges e Nina Pamplona
22:10 Grupo Zimba
"As Almas Pertencem a Deus"
De: José Majestic
Adaptação e direção: Eduardo Katz
Elenco: Jorge Santos, Reinaldo Scirius, Sonia Nogueira, Dani Góes, Fernando e Ricardo Kaettano.

Encena – Desvendando o Processo
Quando? 18 e 19 de outubro às 19h
Onde? Galeria Tac
Av Mem de Sá, 319 - Centro
Quanto? Entrada Franca
Saiba mais...

William Wilson e o Universo



No filme Biutiful, o personagem de Javier Bardem diz que não quer morrer, pois não pode deixar seus filhos sozinhos. Sua amiga, uma espécie de guia espiritual, lhe diz então: "Acredita que é você quem cuida dos pequenos? Não seja ingênuo. O universo cuida deles." Essa noção de que estamos sujeitos a princípios que transcendem nossas leis e desejos diz muito sobre as questões que o diretor Alexandre Rudáh pretende levantar com o espetáculo William Wilson e o Universo, que estreia dia 19 de outubro, às 20 horas, na Sala Multiuso do Espaço SESC.

William Wilson é o nome fictício utilizado por um homem que, ao se aproximar da morte, roga de seus semelhantes a compreensão pelos atos que o levaram à ruína completa. Segundo ele, seus infortúnios começaram na escola, onde conheceu um garoto que, além da aparência física, tinha o mesmo nome e data de nascimento que ele. A partir disso, Edgar Allan Poe desenvolve o tema do Doppelgänger, termo cunhado por Jean Paul Richter em 1796 para designar as pessoas que veem a si mesmas.

O cuidado e a sutileza dessa narrativa estabelecem uma composição baseada na racionalidade, na lógica e em elementos do Fantástico, gênero literário caracterizado por situações que, distantes da realidade humana, inverossímeis ou imaginárias, são ligadas por uma causalidade de caráter mágico: pode ser que o duplo seja apenas uma representação da consciência de William Wilson. Tomas Mann, comparando William Wilson e O Duplo, de Fiódor Dostoiévski, disse que ambos exploram o tema de maneira similar, mas que Edgar Allan Poe lida com esse famoso motivo romântico por meio de um caminho muito mais profundo, no que diz respeito ao sentido moral e a sua resolução através da poética.

A composição dramatúrgica William Wilson e o Universo apresenta ainda recortes de Eureka: Um Poema em Prosa – ensaio filosófico e cosmológico, baseado na conferência O Universo. Publicada em 1848, a obra é o "canto do cisne" de Edgar Allan Poe. Segundo Einstein, o ensaio é uma bela execução de uma mente extraordinariamente independente. Através dele, o autor descreve sua concepção sobre a natureza do universo e discute a relação do homem com Deus, a quem ele compara com a figura de um autor. Edgar Allan Poe considerou Eureka como sendo seu trabalho mais importante. No contexto do espetáculo, os recortes desta obra são apresentados como epílogo do personagem William Wilson, também revelando ao espectador uma visão poética e apaixonada sobre o destino do homem e do universo.

William Wilson e o Universo
Dias e horários:
  19 a 21 de outubro (sex a sab às 20h e dom às 18h)
  26 de outubro (sex às 20h)
  1 a 11 de novembro (qui a sab às 20h e dom às 18h)
Onde? Espaço SESC (Sala Multiuso)
Rua Domingos Ferreira, 160 - Copacabana
Quanto? R$ 20,00 (inteira)
Saiba mais...

Festival do Rio 2012



Durante 15 dias, o Rio de Janeiro será a capital oficial do cinema. O Festival do Rio vai apresentar 400 filmes de mais de 60 países em cerca de 30 locais distribuídos entre cinemas, arenas e praças da cidade.

Cartaz do filme "Gonzaga de pai pra filho",
que abre oficialmente o Festival.
A festa começa com exibição do esperado Gonzaga de pai pra filho, de Breno Silveira, em noite de gala para convidados, no Odeon Petrobras. A partir do dia 28, o público vai poder conferir os filmes mais comentados, descobrir raridades, votar no melhor da Première Brasil, participar de debates e de sessões especiais com a presença de personalidades do cinema mundial.

O ator Jeremy Irons, os diretores Fernando Trueba, Leos Carax, Jonathan Dayton e Valerie Faris (diretores de A Pequena Miss Sunshine), Teresa Villaverde, João Pedro Rodrigues, Roland Joffé, a artista plástica Marina Abramovic são alguns dos convidados que confirmaram presença.

São 400 filmes, divididos por mais de 20 mostras, entre eles, Twixt, de Francis Ford Coppola; Lay the Favorite, de Stephen Frears; Magic Mike, de Steven Soderbergh; César deve morrer, de Paolo e Vittorio Taviani; O Nós e o Eu, de Michel Gondry; Shokuzai ­Penitências, de Kiyoshi Kurosawa; Trishna, de Michel Winterbottom; Another Year, de Mike Leigh; Días de Pesca, de Carlos Sorín; Stories We Tell, de Sarah Polley; Vida e morte de Marina Abramovic segundo Bob Wilson, de Giada Colagrande; Michael Jackson Bad 25, de Spike Lee; In the Land of Blood and Honey, de Angelina Jolie; Selvagens, de Oliver Stone e outros.

O cineasta John Carpenter,
um dos homenageados do Festival.
Além das mostras já conhecidas - Panorama, Expectativa 2012, Première Brasil, Première Latina, Midnight, Midnight Terror e Midnight Música, Gay, Fronteiras, Dox, Filme Doc, Geração, Itinerários únicos e Meio Ambiente, o Festival presta homenagem a quatro grandes diretores: Alberto Cavalcanti, considerado como o mais internacional dos diretores brasileiros e pouco exibido por aqui; realiza uma retrospectiva do cultuado John Carpenter, o "Deus vivo dos filmes de terror"; Manoel de Oliveira, com exibição de 7 curtas do incansável mestre e João Pedro Rodrigues, com exibição de nove filmes de sua instigante obra.

As mais recentes produções do cinema do Reino Unido poderão ser apreciadas no Foco Reino Unido UK-Brasil; por conta do ano de Portugal no Brasil, o país também ganha destaque especial; haverá ainda uma nova mostra dedicada ao surf, com clássicos e inéditos sobre o esporte.

Pelo segundo ano, o Armazém 6 do Cais do Porto será a sede do Festival, abrigando o RioMarket, o Cine Encontro e as sessões populares da Premiere Brasil.

No RioMarket workshops, palestras, oficinas e seminários abordam diversos temas, o roteirista Frank Spotnitz um dos roteiristas da série "Arquivo X", Frank Spotnitz, a figurinista Audrey Fisher e outros estarão presentes. Algumas oficinas terão entrada franca.

No CineEncontro, o público entra em contato direto com quem faz cinema, através de debates e conversas com os realizadores e atores/atrizes dos filmes da Première Brasil, convidados internacionais e representantes do meio cinematográfico. Entrada gratuita.

"Trata-se do evento de cinema mais importante da América Latina", afirma Sérgio Sá Leitão, diretor-presidente da RioFilme. "É uma grande vitrine para a produção nacional e uma oportunidade para a população carioca ver o que há de melhor no cinema internacional", destaca.

Filmes inéditos, exibição de clássicos, mostras especiais, retrospectivas, seminários, debates e encontros com diretores e atores internacionais fazem do evento um dos mais importantes encontros de cinema da América Latina.

Festival do Rio 2012
Quando? 27 de setembro a 11 de outubro de 2012

Mais informações: www.festivaldorio.com.br
Saiba mais...

Locos Hermanos Edición Nuevas Rutas

Rock n' roll + ska + punk + new wave + indie rock + nueva rave + tropical bass + crossovers + el escambal!

Difundindo o rock & pop & afins feitos atualmente no Chile, Bolívia, Argentina, México, Venezuela, Colômbia, Equador, Espanha, Portugal, Nicarágua, Brasil etc y tal (pero que sí, cumpadre: o Brasil também é América Latina!)

DJs
ÁCARO (Clube do Vinil)
MBGROOVE (Vinil É Arte, In Rotation)
MARCUS L.O (programa Cambio)
VICTOR LAU (o peruano veio pra ficar!)


Locos Hermanos Edición Nuevas Rutas
Quando? Sábado, 22 de setembro às 22h
Onde? La Esquina Teatro Bar
Rua Mem de Sá, 82 - Lapa
Quanto?
R$ 15 até 23h
R$ 20 até meia-noite ou na lista amiga
R$ 25 depois da meia-noite

LISTA AMIGA: basta confirmar participação no evento, publicar o nome dos amigos no mural ou enviar email para locohermanocarioca@gmail.com
Saiba mais...

Oficinas de Danças Populares Brasileiras



O Grupo Zanzar inicia no próximo dia 28 de setembro seu projeto de Oficinas de Danças Populares Brasileiras através da Secretaria Municipal de Cultura, que realizará 72 oficinas gratuitas em 4 espaços da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro.

Serão abordadas diversas manifestações da cultura popular brasileira, como coco, ciranda, mineiro-pau, afoxé, maracatu, jongo e frevo.

No início das atividades em cada espaço será realizada uma roda!

Veja abaixo a programação:

Vila Olímpica da Maré
Roda de abertura: 28 de setembro, 10h - Ginásio
Oficinas: quartas e sextas, de 15h às 17h
Rua Tancredo Neves, s/n - Maré
inscrições: Setor de Inscrições da Vila Olímpica

Vila Olímpica da Mangueira
Roda de abertura: 29 de setembro 11h - Ginásio Carlos Doria
Oficinas: quartas e sextas, de 15h às 17h - Espaço Alcione
Rua Santos Melo, 73 - São Francisco Xavier

Parque das Ruínas
Roda de abertura: 6 de outubro, 10h
Oficinas: Terças e quintas, de 16h às 18h / Sábados, de 10h às 12h
Rua Murtinho Nobre, 169 - Santa Teresa

Centro de Artes Calouste Gulbenkian
Datas e horários serão divulgados em breve.
Rua Benedicto Hipólito, 125 - Centro

Mais informações:
   Email: grupozanzar.popular@gmail.com
   Telefone: (21) 9116.4141
Saiba mais...

10º Festival Internacional Intercâmbio de Linguagens

Comemorando o seu 10º aniversário, o FIL - Festival Internacional Intercâmbio de Linguagens se firma na agenda dos principais festivais de artes cênicas do Rio de Janeiro e apresenta 21 espetáculos de teatro, dança, circo e música do Brasil, França, Holanda, Canadá, Espanha, Alemanha, Peru, Bósnia e Argentina, além do Cabaret FIL, mostra de animação, oficinas gratuitas para crianças, exposições, parcerias entre companhias do Brasil e de outros países.

Durante duas semanas de programação ininterrupta, o FIL ocupará oito espaços na cidade, com programação voltada para o público de todas as idades e a preços populares ou entrada franca, de 21 de setembro a 3 de outubro de 2012.

Confira a programação completa do evento clicando aqui.

10º FIL - Festival Internacional Intercâmbio de Linguagens
Quando? 21 de setembro a 3 de outubro de 2012
Onde?
- Teatro Municipal do Jockey
- Teatro Ipanema
- Oi Futuro Flamengo
- Espaço Tom Jobim
- Teatro Café Pequeno
- Marcenaria do Jardim Botânico
- Biblioteca Parque de Manguinhos
- Biblioteca Parque da Rocinha
Saiba mais...

Semana Internacional de Música de Câmara

De 18 a 25 de setembro, a cidade do Rio de Janeiro vai sediar a Semana Internacional de Música de Câmara, que contará com a presença de artistas com o nome em ascensão no cenário internacional, grandes músicos brasileiros e jovens talentos. O evento terá apresentações no Espaço Tom Jobim, no Jardim Botânico, de 18 a 25 de setembro (exceto dia 21).

A programação desta primeira edição é centrada no século XX e, entre os nomes internacionais convidados, estão a violoncelista russa Nina Kotova, o violinista norueguês Henning Kraggerud, o violinista americano Daniel Andai e o Quarteto OSESP. Na lista de músicos brasileiros, estão o pianista Jean Louis Steuerman, o Quinteto Villa-Lobos, o violinista Daniel Guedes, o violoncelista Hugo Pilger, os pianistas Giulio Draghi e Tamara Ujakova, a violinista Gabriela Queiroz, o violista Gabriel Marin e a própria Simone Leitão, diretora do evento. Entre os jovens músicos, estão os pianistas Juliana Steinbach, Aleyson Scope e Gustavo Cruz. Um quarteto de cordas residente será montado com jovens da Orquestra Sinfônica de Barra Mansa especialmente para a Semana.

Os ingressos custarão R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia-entrada) e todo o valor arrecadado será utilizado para a compra de instrumentos musicais de qualidade para a Orquestra Sinfônica de Barra Mansa. Uma cota de 10% dos ingressos de cada apresentação será destinada a estudantes de música das principais escolas e instituições musicais da cidade e a jovens das comunidades onde haverá apresentações da Semana Internacional de Música de Câmara.

Nos dias 21 e 24 de setembro, a Escola de Música da UFRJ vai sediar master classes com Nina Kotova e Henning Kraggerud. Já em Barra Mansa, no Centro Universitário de Barra Mansa (UBM), estão programados uma master class e dois concertos gratuitos: no dia 20 de setembro, com o Quarteto OSESP e o quarteto residente, e no dia 21 de setembro com Juliana Steinbach, Philip Doyle, Daniel Andai e Gustavo Cruz, pianista barramansense e Coordenador da Graduação em Música do UBM. As comunidades do Morro da Babilônia (22/9, às 19h) e Parada de Lucas (25/09, às 16h) também receberão apresentações.


Semana Internacional de Música de Câmara
Quando? 18 a 25 de setembro de 2012
Onde?
  • Espaço Tom Jobim
    Rua Jardim Botânico, 1.008 - Jardim Botânico

  • Escola de Música da UFRJ
    Rua do Passeio, 98 - Centro

  • Centro Universitário de Barra Mansa (UBM)
    Auditório Professor Jayme Dantas
    Rua Vereador Pinho de Carvalho, 267 - Centro (Barra Mansa)

  • Centro Comunitário do Morro da Babilônia
    Quadra da FAETEC
    Ladeira Ary Barroso, 66 - Leme (Morro da Babilônia)

  • Centro de Inteligência Coletiva Lorenzo Zanetti
    Rua Democracia, 17 - Parada de Lucas

Quanto?
Espaço Tom Jobim: R$ 40,00 (meia entrada R$ 20,00)
Demais localidades: Entrada franca

Mais informações: www.riomusicweek.com.br
Saiba mais...

The Vaudeville - A História do Jazz



Neste sábado, dia 15 de setembro, o Espaço Improviso fará uma encenação especial do espetáculo musical The Vaudeville em Copacabana. A peça tem texto de Adriana Aguiar e direção de Breno Guimarães, Adriana Aguiar e Mauro Lima. O ator e diretor Breno Guimarães também está em cena junto com grande elenco e diversas participações especiais como a Cia de Dança João Piccoli, Rodrigo Mayrink, Rio Hoppers, além dos músicos Gabriel Moura e Steven Mitchell.

A peça é apresentada por dois atores representando black faces - uma maquiagem característica do gênero norte-americano Vaudeville, onde a face dos atores era pintada de preto, utilizada para retratar personagens negros numa época em que atores negros não eram autorizados a representar nos palcos.

O espetáculo narra a história do jazz e das danças negras americanas traçando um panorama sobre ritmos de matriz africana. Nas palavras de Breno Guimarães, "A peça possui uma narrativa leve, recheada de comédia e delicadamente pincelada com a emoção que fundamenta os acontecimentos apresentados. Buscamos ir além do entretenimento: The Vaudeville é um espetáculo de história, arte, cultura, mas, acima de tudo, uma comovente homenagem e um alerta de que somos todos irmãos e precisamos em definitivo consolidar nossos valores de reconhecimento, respeito, fraternidade e igualdade, independente de raça, credo ou o que for."

A montagem retrata também a questão do preconceito racial, as barreiras que esses artistas enfrentaram no processo do fazer artístico, na disseminação de sua cultura e a sua superação através da arte. Segundo os produtores, a noite promete ao público muitas surpresas e variedades, com a presença de diversos artistas convidados, brasileiros e internacionais.

The Vaudeville
Quando? 15 de setembro de 2012, às 20:30h
Onde? Colégio Sagrado Coração de Maria
Rua Toneleros, 56 - Copacabana
Quanto? R$25,00
(Ingressos somente antecipados, tels: 9708-5686 / 7860-5080)

Classificação etária: Livre
Saiba mais...

Rio Harley Days 2012

Evento internacional da Harley-Davidson promete atrair fãs da marca e pessoas interessadas em celebrar o estilo de vida sobre duas rodas.

O Rio Harley Days, que tem o status de maior evento internacional da Harley-Davidson aberto ao público no Brasil e na América Latina, promete ser ainda mais agradável a toda a família. São várias atividades programadas para entreter os diversos tipos de público que visitarão o local, como test rides, concurso de modelos customizados, atividades infantis, área especial para os membros do HOG, loja de acessórios e MotorClothes®, shows musicais das bandas RockStock, Skank e Ultraje a Rigor entre outras atrações, demonstração especial de manobras, além, é claro, do tradicional desfile de motos, que ocorrerá no domingo de manhã.

No ano passado, foram quase 30 mil pessoas circulando pelos 20 mil metros quadrados da Marina da Glória, cerca de 250 test rides feitos com as motocicletas da marca, 100 motocicletas nos passeios guiados por pontos do Rio de Janeiro, 5.600 novos membros HOG e mais de 1.500 motocicletas reunidas para o desfile que passou pelos locais mais famosos da cidade.

Rio Harley Days 2012
Quando? 14 a 16 de setembro
Onde? Marina da Glória
Rua Infante Dom Henrique, s/n - Glória

Mais informações: www.rioharleydays.com
Saiba mais...

Tropicália


Vai ai uma dica de cinema:

Coerente com a proposta antropofágica do próprio movimento, o documentário Tropicália, com estréia prevista nos cinema para esta sexta-feira, dia 14 de setembro de 2012, embaralha Nara Leão, Chacrinha, Hélio Oiticica, Passeata dos 100 mil, enterro de Edson Luís, Torquato Neto, posse de Costa e Silva, “Meteorango kid”, “Hitler Terceiro Mundo” etc., ao som de “Bat macumba”, “Back in Bahia”, “Tropicália” e outras músicas que mostram a força e a importância cultural do que foram aqueles anos intensos e de como eles reverberam nos dias atuais. Um filme precioso e obrigatório, recheado de depoimentos recentes de Caetano, Gil e do artista gráfico Rogério Duarte, que dão suporte às imagens do passado.

Confira abaixo o trailer Oficial do filme.



Tropicália
Estréia: 14 de setembro de 2012
Gênero: Documentário
Duração: 72 minutos
Classificação: Não recomendado para menores de 12 anos
Diretor: Marcelo Machado
País de Produção: Brasil (2012)
Saiba mais...

6ª Feira de Discos de Vinil do Rio

Considerada a maior edição até agora, com quase 70 stands confirmados e reunindo expositores de todo o Brasil (e até do exterior) para a venda de LPs, vitrolas, acessórios e até artigos de moda, principalmente camisetas, com a temática do bolachão, a 6ª Feira de Disco de Vinil do Rio tomará conta do Instituto Bennet, no Flamengo neste domingo, 16 de setembro de 2012, das 12 até as 20h com muitos LPs, compactos e outros discos de todos os gêneros, cores, tamanhos e preços, além de reedições e novidades em vinil 180 gramas, raridades e pechinchas para todos os bolsos!

O evento terá entrada franca e contará ainda com praça de alimentação, DJs e colecionadores nas pick-ups, fazendo a trilha sonora da garimpagem.

Confira a escalação:

  • Gabriel Almeida (fotógrafo)
  • DJ Corysco Charlatan (festa Hijinx, de Niterói)
  • DJ Juca (da festa Bangarang)
  • Matias Max (La Cucaracha)
  • Tom Leão (jornalista e pesquisador musical)
  • João Maizena (DJ residente do Bukowski)
  • Rafaela Prestes (engenheira de som)
  • Coletivo Vinil É Arte (música brasileira e negritudes em geral)
  • Coletivo Locos Hermanos (música latina contemporânea)
  • Coletivo GRAVE Music (do jornalista André Mansur)

Além de John Charalambides, engenheiro e colecionador que guarda 15 mil LPs em sua casa, em Houston, Texas. Sua especialidade: jazz-rock, afrobeat e outros swings. O evento contará ainda com transmissão ao vivo pela web rádio Graviola (www.radiograviola.com.br).

6ª Feira de Discos de Vinil do Rio
Quando? 16 de setembro de 2012, das 12 até as 20h
Onde? Instituto Bennet
Rua Marquês de Abrantes, 55 - Flamengo
Quanto? Entrada franca
Saiba mais...

ArtRio 2012

Beatriz Milhazes - Moreno (2005)
A ArtRio vai reunir em sua segunda edição, entre os dias 13 e 16 de setembro, em quatro armazéns e um anexo do Píer Mauá, o acervo de quase uma centena de galerias nacionais e estrangeiras com trabalhos que abrangem desde a arte moderna até novíssimas obras de arte contemporânea – muitas delas inéditas. São aproximadamente 13.000m² de área de feira, com 6.900 m² voltados para a arte internacional.

O Programa Panorama engloba as galerias já consagradas, com mais de cinco anos de existência, que tenham um papel atuante no mercado das artes. Já o Programa Box, apresenta a ousadia e inovação de galerias mais novas, que desenvolveram projetos artísticos inéditos, especialmente para a feira.

Pablo Picasso - Marie-Thérèse à la Guirlande (1937)
A mostra Solo Projects, que traz obras de uma dezena de renomados artistas internacionais, conta mais uma vez com a curadoria de Julieta González (que já foi da Tate Modern, Museu Alejandro Otero de Caracas e Whitney Museum de Nova York) e Pablo León de La Barra (consultor de arte, galerista e curador atuante no mercado londrino). Também em seu segundo ano, a mostra ArtRio Videos traz destaques das produções audiovisuais.

A feira ainda conta com Espaço Kids, oficina de artes para crianças, com coordenação de Daniel Azulay; com a Livraria Blooks, onde são realizados lançamentos de livros de arte e palestras gratuitas; pólo de alimentação com funcionamento até meia noite e pockets shows com vista para o mar.

Em 2011, a ArtRio superou todas as expectativas, com instalações de alta qualidade, 83 galerias expositoras (33 estrangeiras), obras de 700 artistas, 46 mil visitantes (130% acima do esperado) e R$ 120 milhões em vendas.



A ArtRio foi um divisor de águas no cenário brasileiro das artes visuais e no exterior, já é vista como uma das grandes feiras de arte da América Latina.

ArtRio 2012
Quando? 13 a 16 de setembro de 2012
Onde? Pier Mauá (Armazéns 2 a 5)
Avenida Rodrigues Alves, 10 - Praça Mauá
Quanto? R$ 30,00
Saiba mais...

10 Anos de Mate com Angu


Cineclube Mate com Angu e SESC Duque de Caxias convidam para a abertura da exposição 10 anos de Mate com Angu, na próxima quarta-feira, dia 12 de setembro, às 16h. A exposição ficará aberta para visitação até o dia 30 deste mês, com entrada GRATUITA, no SESC de Duque de Caxias, das 10h até as 18h.

Lá no início, nos idos de 2002, o que impulsionava a ideia de montar um cineclube era o prazer de exibir um filme pra uma galera, juntar gente pra dividir um momento legal numa cidade árida de eventos culturais. Mas logo os primeiros tripulantes da nave Mate Com Angu começaram a perceber que fazer cineclube era um pouco mais que isso: era também uma possibilidade de dizer coisas ao mundo. Era também um veículo de expressão.

Nas escolhas dos temas das sessões e dos filmes que as comporiam, já se enunciava aí um foco, um recorte, uma composição. A cada tema, logo era imaginado um nome de impacto, algo como dar nome a um filme. Escolher a ordem dos curtas da sessão começou a parecer estruturar um roteiro, uma história. E no dia da exibição, o nervosismo é tanto que parece que aqueles curtas que compõe a sessão são na verdade uma obra só, uma história que você quer contar pra seu público. É um tipo fazer cinema de pobre. Produzir um filme dá trabalho e custa algum dindin... A sessão se torna então uma válvula de escape para o desejo de contar histórias.

Pensar a sessão do mês detona um processo de pensar o mundo; falar sobre o funk, por exemplo, te faz ver o funk, assim como falar sobre o amor te faz mais vulnerável ao cupido. Pensar a sessão é sempre uma aventura, um risco, um processo rico de amadurecimento e constante toque nas coisas que instigam a coletividade, a cidade e o mundo. Fazer o Mate dá uma gostosa sensação de auto-formação e de estar contribuindo com a ciranda da vida.

Mas como guardar as histórias? Como revisitar o filme que foi a sessão passada? O programa é o registro da noite. Além da lista de filmes com suas respectivas fichas técnicas, o programa tem espaço para a arte e para um texto. Que melhor imagem representa a ideia da próxima sessão? O que escrever sobre o assunto? E assim são bombeadas mais veias de expressão, pulsando resultados a cada mês. A cada mês um batimento, um desenho, uma narrativa jogada ao mundo. Amarrotado no fundo do bolso da calça jeans ou guardados nos arquivos sagrados da Cinemateca brasileira, os programas do Mate navegam por aí livres, levando pistas para esse mundão de meu Deus, das noites mágicas que ocorrem em Duque de Caxias.

Nas suas mãos agora estão todos os programas produzidos pelo Mate Com Angu. Algo mágico... Produzidos colaborativamente, através de muita porradaria interna e de muitos encontros ricos, cada programa é um plano de cinema, pensado, refletido e iluminado pra ser o melhor possível. Ver todos juntos assim é como se tivéssemos montando nosso primeiro longa-metragem, algo épico feito de olhar e xerox pb. Boa sessão.

10 Anos de Mate com Angu
Quando? 12 a 30 de setembro, das 10h às 18h
Onde? SESC Duque de Caxias
Rua General Argolo, 47 - Duque de Caxias
Quanto? Evento Gratuíto
Saiba mais...

O Clube da Tragédia (El Club de la Tragedia)

A peça é composta por três monólogos de três personagens solitários que, segundo o ator Mario Vedoya “vivem um momento especial em suas vidas, para o bem ou para o mal. O primeiro monólogo, de Cortázar, conta a história do primeiro ídolo esportivo argentino, Justo Suarez, El Torito Matadouro, um pugilista dos anos 20 do século passado. É contado por um “alguém” que, deitado em uma cama de hospital, se lembra da vida de El Torito, seus sucessos e fracassos. O segundo é um escritor de província, um poeta que recebe e-mails destinado à mulheres para o jornal onde ele trabalha. Ele diz que, geralmente as mulheres escrevem-lhe cartas sentimentais, que falam sobre a frustração de não poder se dedicar à literatura. Mas com o tempo começa a receber cartas de uma mulher excepcional. O terceiro é o testemunho chocante de um velho fazendeiro russo, após o acidente e da explosão do reator atômico de Chernobyl, onde viveu.”

Vedoya tem trabalhado com Sinisterra por 25 anos, já tendo feito mais de 10 peças com ele ao longo destes anos. Este é o segundo monólogo da dupla, após Vazio (Vacio) – apresentado no Brasil em 2011 – e que foi preparado ao longo de dois anos. “Com José Sanchis Sinisterra, grande mestre e amigo, somos amantes da palavra, e nele, a preocupação de transitar nesse território fronteiriço entre literatura e teatro tem sido uma tarefa a qual dedicou toda sua vida de criador cênico. No entanto, as diferenças de perspectivas (a cena e a escrita) obrigam a encontrar exercícios específicos, não sempre idênticos. Os exercícios, as ferramentas que trabalhamos neste espetáculo são as que me serviram ao longo destes quase dois últimos anos em que comecei a trabalhar primeiro com Julio Cortázar, com Piglia mais tarde e com J. J. Saer até este momento”, conta Vedoya.

A convite do Teatro Poeira, Mario Vedoya participa do Projeto Puente ministrando a oficina Teatro e Literatura, Confluências e Dissonâncias, que acontece de 27 de agosto até 7 de setembro. Neste período ele apresenta no Teatro Poeira, Rua São João Batista 104, Botafogo, a estréia mundial de O Clube da Tragédia (El Club de la Tragedia), nos dias 31 de agosto, 1 e 2 de setembro, sexta e sábado às 21h e domingo às 19h.


O Clube da Tragédia (El Club de la Tragedia)
Quando? 31 de agosto a 2 de setembro de 2012
Horários: sex. e sab. às 21h, dom. às 19h
Onde? Teatro Poeira
Rua São João Batista 104 - Botafogo
Quanto? Entrada Franca

Classificação: 18 anos
Saiba mais...

A Viagem Fantástica


A Viagem Fantástica é um musical infantil ecológico que conta uma aventura de ficção científica, que nas palavras da autora Regiana Antonini é uma aventura recheada de humor e de momentos reflexivos. A história começa numa praça, no Rio de Janeiro. As crianças brincam e se divertem. De repente, dão de cara com dois meninos estranhos, carecas, de orelhas pontudas e mãos enormes: Theo e Thor – é que eles são de um outro tempo, vieram do futuro, mais precisamente do ano 2112. Conhecem Kadu - um garoto cientista que os leva pra sua casa, mais precisamente para o seu laboratório. Lá, os garotos do futuro conhecem Ana Clara – irmã de Kadu. Todos conversam sobre a necessidade urgente que o nosso planeta tem, de preservar a natureza. No tempo deles não existem mais árvores e a temperatura varia entre 50 e 52 graus. Então, como fazer, para evitar essa situação que já existe no futuro? Como fazer para salvar a Terra? Essas eram algumas das indagações que Kadu e Ana Clara faziam aos outros dois. Theo e Thor explicam que é exatamente por isso que eles viajaram no tempo. Voltaram cem anos para poder tentar conscientizar a população. Mas, que eles precisam muito encontrar um garoto chamado Bruno” e assim começa a viagem deles. É claro que a história acaba pra cima, com muita esperança num futuro melhor para o nosso planeta, com a ajuda de todos.

O ponto de partida de A Viagem Fantástica foi um projeto sócio-cultural onde dezenas de crianças residentes em comunidades carentes da Cidade de Deus, Madureira, Alemão, Rocinha e Vidigal, se reuniram durante dois meses em Jacarepaguá para oficinas de teatro e sustentabilidade com a equipe do Cozinha Brasil do SESI, objetivando a seleção de um elenco infantil para a montagem de um espetáculo inédito com temática e tecnologia sustentável. Pela primeira vez uma montagem teatral usará energia solar para alimentar todos os equipamentos de iluminação e som, com refletores de lâmpadas LED. O que representa 97% de economia em relação aos aparelhos comuns. Os figurinos serão feitos a partir de tecidos de garrafas PET e os cenários compostos por material reciclado.



Com texto de Regiana Antonini, direção de Márcio Trigo, direção musical de Edmundo Souto, cenário e figurino de Teca Fichinski e iluminação de Aurélio de Simoni, A Viagem Fantástica estreia dia 1° de setembro, no Espaço Tom Jobim, localizado dentro do Parque, próximo ao Lago das Tartarugas. A temporada acontece aos sábados e domingos às 17:00h, até 14 de outubro.


A Viagem Fantástica
Quando? 1 de setembro a 14 de outubro de 2012
Sábados e domingos às 17:00h
Onde? Espaço Tom Jobim
Rua Jardim Botânico, 1008 - Jardim Botânico
Quanto? R$ 50,00

Mais Informações: 2274-7012
Saiba mais...

O Belo Indiferente



Édith Piaf (1915-1963) conheceu Jean Cocteau (1889-1963) em um jantar. Ficou maravilhada com o príncipe dos poetas e pediu que ele lhe escrevesse uma música. Cocteau acabou produzindo uma peça baseada na relação da cantora com o ator Paul Meurisse (1912-1979), um homem que passa o dia lendo o jornal enquanto a indiferença atormenta sua mulher.

O Belo Indiferente é um monólogo com dois personagens: a cantora e seu amado. Ela fala e ele se cala. Durante a madrugada, uma cantora (interpretada por Djin Sganzerla) espera seu amor em um quarto de hotel. Luzes dos letreiros luminosos da rua iluminam a cena. Ela anda agitada, espreita pela janela, telefona para amigos comuns, ouve passos no corredor e ruídos no elevador. Quando finalmente chega, o amante enigmático (interpretado por Dirceu de Carvalho) anda tranquilamente pelo quarto e, em silêncio, lê seu jornal. Ela tenta por todos os meios atrair sua atenção, mas nenhuma estratégia parece suficiente: ironia, raiva, sedução, ameaças. Será que ele quebrará esta indiferença silenciosa? Ela grita, ri, chora, troca de roupa, ameaça-o com um sapato, acusa-o de mentiroso. A madrugada segue vertiginosamente, até um desenlace inesperado. Em cena um caleidoscópio de cores e som é criado, através de luzes, vídeo projeções e uma instalação sonora.

Enquanto parte do público ouve ruídos característicos de um hotel, como vozes ou barulho de elevador, outra parte escuta sons que evocam o universo interior da protagonista. Inspirado em cantoras de cabaré e divas da música, o figurino combina ao mesmo tempo sensualidade e fragilidade, vaidade e loucura, elegância e decadência, espelhando a personalidade da protagonista. O homem, o ser amado, tem uma caracterização não realista, inspirada em desenhos, fotos e filmes de Cocteau como O Sangue do Poeta e O Testamento de Orfeu e em desenhos de Picasso sobre o amigo francês.

Escrita por um dos mais originais artistas franceses de todos os tempos, O Belo Indiferente estreou em Paris em 1940 com atuação de Édith Piaf, para quem a peça foi escrita. Cocteau mostra a fúria verborrágica de uma cantora de cabaré, ignorada por seu amante calado, o que causou alvoroço no público da época. Traduzida para todas as línguas, o texto foi encenado por grandes atrizes de todo o mundo.


O Belo Indiferente - 1ª temporada
Quando? 24 de agosto a 2 de setembro de 2012
Horários: sextas e sábados às 21h, domingos às 20h
Onde? Teatro Ipanema
Rua Prudente de Moraes 824 - Ipanema
Quanto? R$ 20,00

O Belo Indiferente - 2ª temporada
Quando? 14 a 30 de setembro de 2012
Horários: sexta a domingo às 19h
Onde? Teatro Dulcina
Rua Alcindo Guanabara 17 - Cinelândia
Quanto? R$ 20,00
Saiba mais...

Meu Álbum de Retratos

Com curadoria e texto do artista Orlando Maneschy, segue em cartaz na Galeria do Ateliê da Imagem Espaço Cultural a exposição Meu álbum de retratos, da artista paraense Keyla Sobral. Nela são apresentados 14 trabalhos como desenhos, gifs animados, objeto e instalação. Meu álbum de retratos inclui ainda trabalhos da série Desenho Fotográfico, de 2011 (Nanquim s/papel, 42 x 59 cm), série esta que pensa a fotografia, sem a fotografia em si, figurando anotações de uma relação vivida, onde a fotografia é a memória afetiva, o único bem que restou, onde a artista foi selecionada para o II Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia daquele ano.

Keyla Sobral é artista visual, editora e fundadora da revista eletrônica Não-Lugar. Seu percurso artístico começa no início dos anos 2000 e de lá para cá vem participando ativamente em mostras coletivas e individuais no Pará, São Paulo e Rio Grande do Sul. Recebeu a Bolsa para o exterior de Pesquisa, Criação e Experimentação do IAP (2006, Wiesbaden, Alemanha) onde desenvolveu e expôs individualmente o projeto Memories; recebeu ainda a Bolsa de Pesquisa em Arte da Fundação Ipiranga (2008/9, PA) e a Bolsa de Pesquisa, Criação e Experimentação do IAP em 2011. Realizou trabalho exclusivo para a Fundação Iberê Camargo (2011, RS) exposto na Revista Lugares.


Meu álbum de retratos
Quando? Segundas a Sábados até 15 de setembro
Onde? Ateliê da Imagem Espaço Cultural - Galeria do Ateliê
Avenida Pasteur, 453 - Urca
Quanto? Entrada franca

Mais informações:
Telefone: (21) 2541-3314
Saiba mais...

X-Tudo Cultural 2012

O SESI Cultural promove, entre os dias 17 e 27 de julho, a terceira edição do X-Tudo Cultural, mostra que estimula a diversidade e a troca de experiências artísticas nas artes plásticas, teatro, dança e música, buscando a democratização da cultura no Rio de Janeiro. O projeto oferece ao público, gratuitamente, um panorama do cenário cultural carioca. As apresentações são realizadas no Teatro SESI Centro.

O X-Tudo Cultural é uma mostra, um coletivo de diversidade e integração para a troca de experiências e vivências artísticas das áreas de teatro, dança, música, audiovisual e artes plásticas e, nesta edição, conta com curadores convidados como Andrea Jabor (dança), Miguel Colker (teatro), Airá Ocrespo (artes plásticas) e Faro MPB FM (música), que selecionaram jovens talentos que apresentarão um panorama sobre o novo olhar da cultura carioca.

A mostra terá inicio no dia 17 de julho, a partir das 19:30, com inauguração de A Cor da Paz, exposição de grafites de oito artistas que representam, através da arte, o novo momento das comunidades onde vivem. Em seguida, o grupo teatral Tá na Rua, sob a direção de Amir Haddad, se apresenta desde o foyer até o palco do Teatro SESI. O evento de abertura encerra com show da Orquestra Voadora.




Segundo Fabiana Scherer, gerente de cultura e arte do Sistema FIRJAN, “O evento é importante para o Rio porque vem abrindo mais uma porta para novos artistas como por exemplo os músicos Alice Caymmi e Rodrigo Cascardo, o grupo teatral Tarja, se apresentarem ao lado de nomes consagrados, mostrando a diversidade cultural da cidade. Dessa forma, o projeto fortalece seu caráter de acessibilidade, se torna mais interativo e resume a nossa missão de não só levar entretenimento, mas também gerar transformação”.


PROGRAMAÇÃO

Dia 17/07

ARTES PLÁSTICAS
Abertura do X-Tudo Cultural a partir das 19h30, com A Cor da Paz, exposição de obras de oito talentosos grafiteiros cariocas que através de sua arte representam o novo momento nas comunidades onde vivem. De 17 a 27 de julho das 10h às 20h.

TEATRO
19h30 - Espetáculo Variedades Tá Na Rua, com o grupo Tá na Rua, apresentando um repertório variado de temas e situações cotidianas a partir de músicas populares e muito improviso, fazendo do espetáculo uma discussão bem humorada sobre o cotidiano de todos nós.

MÚSICA
19h30 - Show da Orquestra Voadora, tocando desde sambas clássicos de consagrados bambas brasileiros, rock, trilhas sonoras de filmes, entre outros, a banda faz uma combinação de ritmos, estilos e timbres, numa musicalidade espontânea e vibrante.


Dia 18/07

DANÇA
19h30 - Espetáculo Piracema, partindo de solos criados pelos 11 bailarinos da Lia Rodrigues Cia. de Dança, Piracema se constitui da ficção destes distintos percursos individuais, das singularidades que convivem no tempo e no espaço, sem estabelecerem uma relação direta.


Dia 19/07

DANÇA
19h30 - apresentação de Solos de Novos Talentos, com os participantes da Residência Coreográfica oferecida pelo SESI Cultural. Bailarinos selecionados: Bruna Fiuza, Diana da Costa Bezerra, Danilo e Silva Pereira, Gabriela Luppe, Munique Mattos de Oliveira Bastos, Malcom Matheus e Thiago Sancho, Igor Lopes, Luisa Sabino Dutra e Shirlene Paixão. Coreógrafo Orientador: Henrique Rodovalho. Remontagem do espetáculo Triálogo, de 1989, e premiado internacionalmente em 1991. Marco de uma grande transformação na dança contemporânea.


Dia 20/07

DANÇA
19h30 - Espetáculo Estéreo Tipos com a Cia. Híbrida, apresentando um foco nas diferentes relações da cultura Hip Hop, fazendo uma crítica bem humorada sobre alguns mitos e clichês da cultura, como o mito do homem como centro do poder e a mulher como objeto de consumo.


Dia 21/07

MÚSICA
19h30 - Show da dupla Letuce, onde o casal multiartista Lucas e Leticia apresenta toda sensualidade e romantismo do álbum Manja Perene, além de sucessos da carreira.


Dia 22/07
MÚSICA
17h - Festival de Bandas, com a apresentação de artistas da nova geração da música popular brasileira.

Programação:

Alice Caymmi - Neta de Dorival canta e compõe desde nova na companhia da família musical. Apresenta agora o repertório que compõe seu CD de estréia ainda inédito. Com canto e voz de timbre raro, interpreta letras românticas e densas com uma força inconfundível.

La Vereda - Sem um estilo musical definido, as composições transitam entre o funk/groove, jazz, baião e rock n´roll, proporcionando à platéia um show dançante e descontraído.

Choque do Magriça - A banda apresenta seu som performático, cheio de poesia e atitude. Repertório que vai do samba ao reggae, com muita irreverência.

Rodrigo Cascardo - Cantando sucessos de grandes nomes da MPB como Gilberto Gil, Caetano Veloso e Novos Baianos, além de um repertório especial do seu futuro CD Espécie Variada.

Maria Thalita de Paula - Muito samba e muita ginga traduz o estilo dessa cantora, com um repertório variado interpreta o melhor da Música Popular Carioca.


Dia 24/07

MÚSICA
19h30 - Show do cantor Daniel Chaudon, participante da terceira edição do programa Fama, da Rede Globo, o cantor apresenta sucessos do seu álbum Me Conta uma Música.


Dia 25/07

TEATRO
19h30 - Espetáculo Savana Glacial, com a Cia. Físico de Teatro. Uma encenação de humor e suspense, onde o jogo entre realidade e ficção se torna cada vez mais explícito, patético e perigoso.


Dia 26/07

TEATRO
19h30 - Barrela, de Plínio Marcos, com o grupo Nós do Morro (classificação: 18 anos). Baseada na história real de um jovem que, preso por uma briga de pequenas proporções, é estuprado por companheiros de cela e jura vingança aos que participaram do crime.
Dia 27/07

TEATRO
19h30 - Apresentação de seis esquetes encenados pelos Novos Talentos do Teatro selecionados pelo curador Miguel Colker durante oficina realizada pelo SESI.

Programação:

Mulher Perfeita
Texto: Jô Bilac. Direção: Paulo Merísio. Grupo: Os Despretensiosos.
Mary é a esposa perfeita de John até que ela lhe revela seu grande segredo.

A História de Antonio Tonatti
Direção: Pedro Cadore. Grupo: Em POV.
Antonio Tonatti é um menino que apenas queria tocar o seu instrumento, mas não era compreendido pela sua vizinhança. Quando toma coragem para fazer sua primeira audição, se depara com sua primeira frustração.

A Bronca de Neve
Texto: Felipe Barenco. Direção: Fernando Melvin.
A escritora Jéssica da Silva invade o evento para lançar seu novo livro de autoajuda “A Bronca de Neve”, um tratado sobre como ser feliz na contemporaneidade.

Eles
Texto e direção: Clarissa Kahane.
Conta a história de Ela, que vive um amor platônico por Ele e finalmente decide declarar o seu amor na mesa de um bar, entretanto descobre que Ele não a ama da mesma forma. Assim, a platéia é convidada a decidir qual o final da história destes dois personagens.

Banza!
Texto: Raphael Janeiro. Direção: Raphael Vianna.
Discípulo acompanha os ensinamentos de seu Mestre e esconde em segredo seus verdadeiros objetivos em relação a ele, enquanto este precisa lutar para manter a integridade do Templo Shaolin e a sua própria, quando revelações do passado começam a emergir.

Horácio Conta Hamlet
Direção: Márcio Vito e Larissa Siqueira. Grupo: Tarja.
Uma adaptação do "Hamlet", de Shakespeare, onde Horácio, melhor amigo do príncipe, comenta com humor os estudos mais famosos sobre a tragédia e explica porque o jovem dinamarquês ficou tão conhecido quanto o próprio Shakespeare, enquanto narra sua história.


X-Tudo Cultural
Quando? 17 a 27 de julho
Onde? Teatro SESI Centro
Av. Graça Aranha, 1 - Centro
Quanto? Entrada franca

Retirada de ingressos uma hora antes na bilheteria do teatro.
Evento sujeito a alteração e lotação.
Mais informações: www.firjan.org.br/xtudocultural
Saiba mais...

Arte de Portas Abertas - 22ª edição



No final de semana dos dias 6, 7 e 8 de julho (das 11h às 18h) os cariocas já têm programação garantida. Subir as ladeiras do charmoso bairro de Santa Teresa para apreciar um belo cenário com muita arte e desfrutar de um variado roteiro gastronômico. É o Arte de Portas Abertas que chega a sua 22ª edição e reúne mais de 60 artistas, além dos Coletivos Filé de Peixe, 13 Numa Noite e Casa da Ladeira, divididos num circuito de 36 ateliês e 10 espaços de cultura.

O Parque das Ruínas também é um dos destaques da programação e vai abrigar a exposição do Espaço Eu Vira, mais novo ateliê do bairro, composto pelos fotógrafos Bruno Veiga, Greice Rosa, Rogério Reis, Osvaldo Carvalho, Leonardo Ramadinha e Marco Antonio Portela. A mostra, intitulada Roda Gigante, apresenta obras dos seis artistas, que são visualmente diversificadas, mas conectada com as coisas e preocupações do homem pós-moderno. O Parque das Ruínas também irá ambientar os trabalhos do dos fotógrafos Valter de Gaudio e Edu Pimenta, do Coletivo Filé de Peixe e do Coletivo 13 Numa Noite. A Casa Amarela, o Museu Chácara do Céu, Centro Cultural Laurinda Santos Lobo, a Casa Alto Lapa Santa, o Cine Santa Teresa, o Museu Casa de Benjamin Constant, o Canto Carambola, a Academia Brasileira de Literatura de Cordel e o Museu do Doce Vivo, também estarão com exposições especiais o evento.

Durante os três dias de Arte de Portas Abertas, o público terá a oportunidade de conhecer de perto trabalhos de arte nas oficinas onde são concebidos e produzidos e, ainda, conversar com os artistas e descobrir um pouco mais sobre o seu universo de trabalho e seu estilo de vida.

Ano após ano, são construídas na perspectiva de revitalizar o bairro, várias ações visando à discussão da arte contemporânea ao mesmo tempo em que acolhe e expõe os mais variados conceitos e técnicas utilizadas no trabalho artístico. Ver, falar, perguntar, escutar do artista o seu processo de criação e a sua história no seu local de trabalho, onde as pistas e as marcas persistem além da obra, tudo isso descortina para o visitante um mundo no qual ele é convidado a participar quando visita os ateliês. O Arte de Portas Abertas conquistou os cariocas e se firmou como o mais amplo e simpático acontecimento de artes visuais do Rio de Janeiro.


Arte de Portas Abertas - 22ª edição
Quando? 6 a 8 de julho de 2012, das 11 às 18h
Onde? Bairro de Santa Teresa
Quanto? Evento gratuito

Para mais informações, acesse: http://www.chavemestra.com.br/index3.htm
Saiba mais...

O Mágico de Oz



Em cartaz no Teatro João Caetano, no Centro, a superprodução musical O mágico de Oz é uma adaptação para o palco do filme estrelado por Judy Garland, em 1939. E, caso você já tenha visto a montagem teatral em Londres ou Nova York, é bom saber que o espetáculo assinado por Charles Möeller e Claudio Botelho, que custou R$ 9 milhões, traz não só cenários e coreografias originais, mas até novos personagens na história criada pelo americano L. Frank Baum, no início do século XX.

À frente do grupo estão a atriz Maria Clara Gueiros, como a Bruxa Má; Malu Rodrigues, como Dorothy; Pierre Baitelli como o Espantalho; o italiano Nicola Lama como o Homem de Lata, Lucio Mauro Filho, estreando em musicais na pele do Leão Covarde, e Luiz Carlos Mieleque vive o papel-título de “O maravilhoso mágico de Oz”, como reza o título original.

Ao todo são 14 cenários e muitos efeitos especiais, como o ciclone, explosões, voos, fogos, e até uma cena em que a bruxa derrete, além de três cães que se revezam no papel de Totó sob a direção de uma treinadora, duas assistentes e um veterinário a postos em todas as sessões.

Os famosos sapatinhos vermelhos de Dorothy, item fashion desejado pela Bruxa Má e estopim de toda a confusão entre as duas, são assinados pelo estilista Fause Haten, responsável pelo figurino, que, assim como os cenários, mixa referências dos cineastas Tim Burton e Fritz Lang.


O Mágico de Oz
Quando? de 8 de junho a 7 de outubro de 2012
Que horas? Sextas, às 20h. Sábados, às 16h e 20h. Domingos, às 15h e 19h.
Onde? Teatro João Caetano
Praça Tiradentes, s/n - Centro
Quanto? Sextas: R$ 90 (plateia VIP), R$ 80 (plateia), R$ 80 (balcão 1) e R$ 50 (balcão 2).
Sábados e Domingos: R$ 110 (plateia VIP), R$ 100 (plateia), R$ 100 (balcão 1) e R$ 70 (balcão 2).

Classificação: Livre
Duração: 150 minutos (com intervalo de 15 minutos)
Saiba mais...

Rio, Patrimônio Cultural da Humanidade



O Rio de Janeiro recebeu neste domingo, 1º de Julho de 2012, o título da Unesco (Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura) de Patrimônio Mundial como Paisagem Cultural Urbana. A candidatura, apresentada pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), foi aprovada durante a 37ª Sessão do Comitê do Patrimônio Mundial, que está reunido em São Petersburgo, na Rússia, desde o último dia 25.

A partir de agora, os locais da cidade valorizados com o título da Unesco serão alvo de ações integradas visando à preservação da sua paisagem cultural. São eles o Pão de Açúcar, o Corcovado, a Floresta da Tijuca, o Aterro do Flamengo, o Jardim Botânico e famosa Praia de Copacabana, além da entrada da Baía de Guanabara. As belezas cariocas incluem o Forte e o Morro do Leme, o Forte de Copacabana e o Arpoador, além do Parque do Flamengo e a Enseada de Botafogo.

O Iphan trabalha na candidatura do Rio de Janeiro como Paisagem Cultural da Humanidade há alguns anos. Em setembro de 2009, o instituto entregou à Unesco o dossiê completo da candidatura, justificando sua importância e seu valor universal que está principalmente na soma da beleza natural da cidade com a intervenção de humana. Em janeiro de 2011, o Centro do Patrimônio Mundial da Unesco, sediado em Paris, decidiu pela inclusão da candidatura do Rio na agenda da Sessão do Comitê do Patrimônio Mundial.

O conceito de paisagem cultural foi adotado pela Unesco em 1992 e incorporado como uma nova tipologia de reconhecimento dos bens culturais, conforme a Convenção de 1972 que instituiu a Lista do Patrimônio Mundial. Até o momento, os sítios reconhecidos mundialmente como paisagem cultural relacionam-se a áreas rurais, a sistemas agrícolas tradicionais, a jardins históricos e a outros locais de cunho simbólico, religioso e afetivo.

Parabéns à nossa querida Cidade Maravilhosa!
Saiba mais...

Retropicália!



A Retropicália é um movimento cultural que acredita que a grande riqueza do Brasil está em sua diversidade. Daí a disposição de celebrar as diferenças e afirmar sua identidade, promovendo ações de cultura e entretenimento, com o objetivo de contribuir para o panorama plural e múltiplo do Rio de Janeiro.

A próxima edição da festa Retropicália, a ser realizada no sábado, dia 9 de junho, no Cordão da Bola Preta promete ser uma viagem rumo à efervescência e à pluralidade artística do Rio de Janeiro, juntando o sabor das frutas, o pulsar do funk, a banda, a favela, Ipanema, o tropical e o urbano para as múltiplas possibilidades de sorrir, dançar e sentir a beleza e o caos desta Cidade Maravilhosa.

As atrações da festa serão:

A banda Se Essa Orquestra Fosse Minha, criada por dez jovens músicos que resolveram dar uma nova roupagem à música brasileira e trazer à tona os bons bailes dançantes de outras épocas, inspirada na efervescência cultural do final dos anos 60, Tropicalismo e mudanças no cenário musical brasileiro desde então.

O funk do MC Duda do Borel, que iniciou sua carreira aos 16 anos nos extintos festivais de Rap, como os realizados na quadra da Unidos no morro do Borel onde o mesmo foi nascido e criado. Seu primeiro grande sucesso foi o Rap do Borel (Alalaô) que consagrou a dupla Willian e Duda, e levou seu funk para a Europa, passando pela França, Suécia e Finlândia.

O vinil de MB Groove, do coletivo Vinil é Arte!, que mescla em seus sets os mais variados ritmos, estilos, gêneros e influências. Do Funk&Soul à MPB, dos breakbeats aos grooves latinos, africanos e dos Balcans, passando pelas várias vertentes gravadas do Jazz, e tudo com discos de vinil!

O urbano DJ Daniel Faria, cujo ritmo é a pura adaptação à cidade, das rodas de samba ou à sofisticação das boates da Zona Sul, trazendo à tona o melhor de dois mundos: o funk chic e a nova música popular brasileira, garantindo uma pista cheia e animada.

Tudo isso, acompanhado por uma farta mesa composta pelos sabores das frutas da estação, para comer na mão, ou ir além, e inventar receitas exóticas para sua caipirinha. Traduz a abundância das cores, cheiros, formas e gostos dessa terra tropical!


Retropicália
Quando? Sábado, 9 de Junho de 2012, às 23h
Onde? Cordão da Bola Preta
Quanto? R$ 25,00
Saiba mais...

Encena - Desvendando o Processo

A galeria de arte contemporânea Toulouse Arte Contemporânea - Galpão TAC, abrirá as portas nos dias 14 e 15 de junho para grupos de teatro mostrarem trabalhos que estejam em processo de produção. Cada grupo vai mostrar cenas ou fragmentos de uma peça que esteja em processo de ensaio. Haverá, então, um debate com o público. Entre os fragmentos ou cenas de peças teatrais haverá rápidas intervenções de um grupo de improvisação teatral.

A descontração será a tônica do evento. Os espectadores poderão levar cangas, toalhas, almofadas ou cadeiras de praia, pois não haverá cadeiras.

Os espectadores também poderão contribuir com o projeto dos grupos. A entrada vai ser livre, mas haverá uma urna para que cada um contribua com o quanto quiser – a contribuição mínima sugerida será de 10 reais. O dinheiro arrecadado será dividido entre os grupos participantes. O evento será devidamente documentado na web e, assim, servirá como plataforma de divulgação do trabalho, além de operar com a lógica de financiamento (crowdfunding), já que o público pode contribuir com a quantia que quiser.

O debate sobre a obra em processo pretende não apenas servir como ferramenta de feedback para os artistas, mas também como estímulo a estudantes, artistas e interessados em arte para que conheçam novos processos de criação.


Encena – Desvendando o Processo
Quando? 14 e 15 de junho de 2012, às 19hs
Onde? Toulouse Arte Contemporânea - Galpão TAC
Av Mem de Sá, 319 - Centro
Quanto? Entrada gratuíta / crowdfunding
Saiba mais...

Talk Show do Além

O espetáculo teatral Talk Show do Além retorna aos palcos cariocas em curtíssima temporada, apenas dias 2 (que já passou) e 9 de junho de 2012, no Teatro do FEIC Jacarepaguá. Depois de temporada de sucesso com casa lotada no Teatro Ramatis, o espetáculo volta a se apresentar no Rio com preços populares.

Com texto de Lívio Barbosa e direção de Hélvio Garcez, a peça narra através da linguagem do humor a temática da vida após a morte, sendo "uma peça bem-humorada que mostra estórias de pessoas que transitaram pela terra e que agora estão em um plano dimensional", nas palavras de Lívio Barbosa.

Em cena, a peça que é baseada em programa de rádio de Oduvaldo Vianna Filho, tem o experiente ator Breno Guimarães e grande elenco. Breno interpreta um político astuto que, após a morte, continua articulando sua plataforma eleitoral. "É interessante a abordagem desse tema com humor. O personagem que interpreto é um político que não se desvencilha das suas atividades terrenas e tenta montar uma plataforma política no mundo espiritual. O público de identifica, se diverte, interage, é bem interessante", revela o ator.


Talk Show do Além
Quando? 9 de junho às 19hs
Onde? Teatro do FEIC Freguesia
Estrada do Pau Ferro, 1344 - Freguesia - Jacarepaguá
Quanto? Ingressos antecipados R$ 15,00, associados R$ 20,00 e na hora R$ 30,00
Saiba mais...

Hoje é Dia de Roda!



Nos domingos, dias 3, 10 e 17 de junho, o Grupo Zanzar, participando do Projeto Rio Som e Cena | Todos para a Sala, leva ao palco da Sala Baden Powell o show Hoje é Dia de Roda, que presenteia o público com um pouco das rodas, brincadeiras, improvisos, que acontecem dentro das manifestações vivas da nossa cultura popular. Os cocos, jongos, cirandas, sambas de roda são exaltados pelo Grupo através de uma linguagem própria, original, integrada ao universo lúdico, inventivo e brincante.

Cultura e diversão garantida para toda a família!


Hoje é Dia de Roda
Quando? Domingos, dias 3, 10 e 17 de junho às 17hs
Onde? Sala Baden Powell
Av. Nossa Senhora de Copacabana, 360 - Copacabana
Quanto? R$ 10,00 (inteira) | R$ 5,00 (meia)

Classificação: Livre
Saiba mais...

O que mais já passou por aqui

Não podemos esquecer também dos outros posts mais antigos que também passaram por aqui. Confira abaixo alguns deles que deram o que falar!