Últimos Posts
Cultura

Teatro

Shows

Exposições

Noite

Festas

Esportes

Eventos Esportivos

Melanina Carioca

O que tem no morro carioca? Tem amor, tem festa, tem ginga e muita, muita música!


Inspirados pela noite do Rio, atores de Cidade de Deus, Insensato Coração, Bróder, Malhação e 5x Favela formam banda onde não faltam boa música, carisma e empolgação. E é do Vidigal, favela localizada na área nobre da Zona Sul, que vem o suingue da Melanina Carioca, banda que tem entre seus integrantes rostos conhecidos do grande público, formados pelo grupo teatral Nós do Morro.

A junção de três bandas explica a variedade de ritmos presentes na Melanina, que surgiu para recepcionar o ator Jonathan Haagensen em 2009, que retornava após três meses longe do Vidigal. Foi quando as atrizes Roberta Rodrigues, Cintia Rosa, Roberta Santiago e Sabrina Rosa, do grupo vocal Linda Flor, subiram ao palco acompanhadas do músico David do Santos e sua banda, Pegada da Malásia. Juntaram-se a eles os integrantes da Família Luk, Jonathan Azevedo, Marcello Melo Jr., Jefferson Brasil, Luiz Otávio e o próprio homenageado, Jonathan Haagensen. Estava formada a Melanina Carioca, que uniu a MPB do Linda Flor com o sambalanço da Pegada da Malásia, e temperou tudo com o o Hip-Hop da Família Luk.

As músicas, autorais, são inspiradas no amor e nas noites com visual paradisíaco do Vidigal. Mas também há espaço para interpretações de outros compositores, como Caetano Veloso, Djavan, Serginho Meriti, MV Bill e Pierre Santos.

o Melanina Carioca apresenta sua mistura de sambalanço, samba-rock, soul e funk na sua temporada de verão no Parada da Lapa nesta sexta-feira, 18 de maio, a partir das 22hs.


Melanina Carioca
Quando? 18 de maio de 2012, às 22hs
Onde? Parada da Lapa
Rua dos Arcos, s/n - Lapa
Quanto? R$20,00 (meia*), ou R$ 25,00 apresentando este flyer.

Classificação etária: 18 anos

* Meia-entrada válida para estudantes e idosos de acordo com as leis 4161/03 e 10741/03.
Saiba mais...

Araka completa 5 anos de resistência cultural


A mostra multiarte Araka comemora 5 anos no cenário de cultura do Rio revelando novos artistas através de um grande mosaico cultural, em que artistas da nova safra têm a oportunidade de dividir a cena com nomes mais consagrados, pertencentes ao mainstream do circuito de artes. A próxima edição, que acontece no dia 9 de maio na boate Zero Zero, no Planetário da Gávea, será um aquecimento para a série de comemorações que marcam esses 5 anos da mostra "A Araka é um encontro de artistas cariocas que levanta a questão ‘Quem tem medo de Aracy de Almeida?’ o que na verdade é uma brincadeira com o temor do artista de ser criticado. Esse é um aquecimento e no dia 5 de junho faremos uma grande festa comemorando esses 5 anos de vida", revela o artista plástico Michel Mendes, produtor da festa.

Desta edição participa o ator Breno Guimarães apresentando a performance teatral 'Bão' para o público e exibindo em ensaio fotográfico em formato Videoarte “É uma honra poder participar como artista de um trabalho tão interessante como esse que tem sido feito na Araka. O Michel Mendes está de parabéns. Esperamos que o público goste da performance e da proposta da intervenção de videoarte. O trabalho da fotógrafa Andréa Rocha junto com a intervenção de VJ Montano ficaram muito interessantes, o que me proporcionou encarnar nesse ensaio um 'coringa' diferente, que faz refletir.”, revela Breno.

A atração musical do evento fica por conta da DJ Karla Gasparini, figura conhecida da noite carioca, Os artistas plásticos Michel Mendes, Rodrigo Pedrosa, Carol Brunelli, Daniel Martinelli, Alice Miranda, Anna Oliver, Marta Bonimond, Pedro Nunes, Valeria Oliveira, Punk Marciano, Fernando TED e Antonio Rey Vieira estarão expondo suas obras na festa. Haverá também exposição do ateliê Xepa Box, que transforma caixas de feira em objetos de decoração e exibição do filme curta-metragem 03:15 do ator Elias Hatab.

Araka - Quem tem medo da Aracy?
Quando? Quarta, 9 de maio, às 20h
Onde? Boate Zero Zero
Av. Padre Leonel Franca, 240 – Gávea
Quanto? R$ 32,00
Saiba mais...

O Tempo do Meio


A coreógrafa e bailarina Esther Weitzman retorna ao Espaço SESC desta vez apresentando a nova montagem O Tempo do Meio, que estreia no dia 10 de maio às 21:30h. O trabalho é uma nova abordagem na paixão da coreógrafa por um tema que tem sido recorrente em sua carreira: as implicações, desdobramentos e conflitos da relação humana com o tempo.

A coreógrafa se baseou na leitura de autores notórios por sua preocupação em compreender o paradoxo da experiência temporal como Proust, Fernando Pessoa, T. S. Elliot e Deleuze para criar as células de movimento, além de formações de círculos e mandalas, com o intuito de comunicar ao público esse profundo sentimento de transitoriedade.

O Tempo do Meio propõe a valorização do movimento como um acontecimento único, inusitado. Cada movimento é atentamente trabalhado para conceber a noção do devir como uma linha, que não se define pela ligação entre pontos, mas que simplesmente aponta para inúmeras direções que são desenhadas no espaço cênico. O movimento como uma flecha poética da expressão da vida.

O espetáculo contém inúmeras imagens e sensações de passagem do tempo. Uma das fontes de inspiração foram as montanhas de Saint Victoire pintadas por Paul Cézanne. Esther usou a palheta do pintor francês como base para o figurino, luz e cenografia.



O Tempo do Meio
Quando? Estreia: 10 de maio, às 21:30h
Temporada: Quinta a Sábado às 21h30 e Domingo às 20h, até 3 de junho
Bilheteria: De terça a domingo, de 14h às 19h
Onde? Espaço Sesc Mezanino
Rua Domingos Ferreira, 160 - Copacabana
Quanto? R$ 20,00 (inteira); R$ 5,00 (associados do Sesc) e R$ 10,00 (jovens de até 21 anos, maiores de 60 anos, estudantes e classe artística)

Capacidade: 100 pessoas
Classificação: 10 anos
Saiba mais...

O que mais já passou por aqui

Não podemos esquecer também dos outros posts mais antigos que também passaram por aqui. Confira abaixo alguns deles que deram o que falar!