Últimos Posts
Cultura

Teatro

Shows

Exposições

Noite

Festas

Esportes

Eventos Esportivos

Mulheres de Nelson


As mulheres na obra de Nelson Rodrigues carregam consigo uma ambiguidade capaz de assustar puritanos e deliciar pervertidos. Como ele próprio se definia, era um "anjo pornográfico". Não bastasse uma dessas mulheres, a peça Mulheres de Nelson reúne cinco personagens Rodriguianas na montagem da Cia. Teatro da Estrutura.

Para fazer o texto, os autores extraíram uma visão muito particular de Nelson Rodrigues em relação à mulher, fundindo com suas próprias ideias, o que resultou um texto forte, realista e intrigante. Na peça, que possui direção de Márcio Zatta, as cinco mulheres fazem um questionamento em relação à sociedade, a si mesmas e ao próprio Nelson.

Personagens, cada uma com suas próprias histórias nas obras de que fazem parte, sem que sejam contemporâneas umas das outras, mas que se encontram em Mulheres de Nelson em uma mesma narrativa.

Juntam-se nesta história a jovem sensual Engraçadinha (Helen Maltasch) de Engraçadinha, Seus Amores e Seus Pecados; Solange (Carol Mattos), a dama da Lotação; Alaíde (Sarah Diniz), de Vestido de Noiva; Lídia (Cristiana Carvalho), personagem de sua primeira peça, A Mulher Sem Pecado, de 1941, que já trazia os valores dramáticos, temáticos e poéticos que consagrariam o autor como o grande renovador do teatro brasileiro; e a falsa virgem Silene (Fellipe Gonçalves), de Os sete Gatinhos.

O fascinante universo feminino inspirado na obra de Nelson Rodrigues poderá ser conferido a partir do dia 02 de maio no Norte Shopping, no Teatro Miguel Falabella - Sala Atores de Laura.


Mulheres de Nelson
Quando? 2 de maio a 1º de junho
Sextas e sábados, às 21:30h. Domingos 20:30h.
Onde? Teatro Miguel Falabella - Sala Atores de Laura
Av. Dom Hélder Câmara, 3474 - Cachambi
Quanto? Inteira R$ 30,00 (meia R$ 15,00)
Saiba mais...

"Big Jato", de graça nas lonas culturais!



Big Jato é o romance do escritor cearense Xico Sá, cujo lançamento nacional ocorreu no final de 2012, tendo ótima recepção da crítica e de público, chegando a ser apontado como um dos melhores livros do ano. A adaptação do livro para o teatro vem da vontade do ator Diogo Camargos e da diretora Morgana Kretzmann de trabalharem com literatura no teatro.

No final de fevereiro de 2013, o ator e a diretora, juntamente com a produtora Estela Albani, foram ao Vale do Cariri, no Ceará, fazer trabalho de pesquisa e laboratório antes de serem iniciados os ensaios. Os três passaram oito dias percorrendo um roteiro formulado pelo próprio Xico Sá, que incluía a pequena cidade de Santana do Cariri, onde Xico passou a maior parte de sua infância, até Barbalha, Crato e Juazeiro do Norte. A viagem enriqueceu o material de trabalho para ser levado à sala de ensaio, já que o número de pessoas e referências que se encontrou nessa pesquisa foi imprescindível para se começar o processo de adaptação. Todos os personagens do livro, de uma maneira ou de outra, estavam espalhados pelas ruas, igrejas, bares, casas e praças de todos os lugares em que se passou.

"Desta forma, trazemos o espectador ao universo do Cariri nos anos 70 com fidelidade ao cenário do autor. Levamos o público aos locais por onde o caminhão Big Jato passou e por onde o menino cresceu, envolvido com as histórias pai, seu ídolo, sua família e seu Tio, que lhe ensina a amar os Beatles e o estimula a viver uma vida livre e envolvente além dos limites daquele sertão", explica a diretora.

"O fato de apresentarmos o sertão do Ceará a partir de uma obra tão pertinente quanto contemporânea, nos torna comprometidos com uma encenação extremamente leal ao Big Jato do autor - lúdico e criativo. Nosso principal objetivo é levar as Lonas Culturais uma grande encenação de teatro em sua essencialidade, explorando para isso, a potencialidade do texto original", comenta a produtora Estela Albani.

Além dessa montagem, o romance também vai virar filme: o cineasta pernambucano Claudio Assis começou a rodar em março deste ano, no Vale do Cariri, um longa metragem baseado nessa história, estrelado por João Miguel.

A fossa de Xico Sá é aberta em vários palcos da cidade.

O espetáculo realizou uma primeira temporada de sucesso no Teatro Municipal do Jockey, no Rio de Janeiro, em novembro e dezembro de 2013, contando com a presença do autor, Xico Sá, na estreia. Em janeiro de 2014, o espetáculo seguiu para sua segunda temporada, no Teatro Municipal Maria Clara Machado. Também em janeiro, Big Jato fez parte do Janeiro Brasileiro de Comédia, em São José do Rio Preto - SP, realizando 2 apresentações. Em fevereiro, nos dias 7, 8 e 9, a peça realizou apresentações no Teatro Municipal Gonzaguinha, como parte da ocupação do projeto VEM! Entrando em seu 5º mês consecutivo em cartaz no Rio de Janeiro, Big Jato fará uma temporada de 4 semanas no Teatro Municipal Café Pequeno, no Leblon, de 15 de março a 6 de abril. Contemplado pelo Programa de Fomento à Cultura Carioca da Secretaria Municipal de Cultura Big Jato realizará apresentações em 5 Lonas Culturais do Rio de Janeiro nos meses de abril e maio.


Roteiro das apresentações:

LONA CULTURAL MUNICIPAL JACOB DO BANDOLIM
Praça do Barro Vermelho s/nº - Jacarepaguá. Tel. 2425-0825
Quinta, 10 de abril, às 21h

LONA CULTURAL MUNICIPAL TERRA
Rua Marcos de Macedo s/nº, Praça Edson Guimarães - Guadalupe. Tel. 3018-4203
Quarta, 30 de abril, às 20h

LONA CULTURAL MUNICIPAL JOÃO BOSCO
Av. São Félix 601, Parque Orlando Bernardes - Vista Alegre. Tel. 2482-4316
Sexta, 2 de maio, às 20h

LONA CULTURAL MUNICIPAL RENATO RUSSO
Praça Manuel Bandeira, s/nº - Ilha do Governador. Tel. 3366-0589
Quinta, 8 de maio, às 20h

LONA CULTURAL MUNICIPAL CARLOS ZÉFIRO
Estrada Marechal Alencastro s/nº, Anchieta. Tel. 3019-1654
Sexta, 9 de maio, às 20h


Todas as apresentações são gratuítas, com duração média de 55 minutos e classificação indicativa de 14 anos.

Saiba mais...

O que mais já passou por aqui

Não podemos esquecer também dos outros posts mais antigos que também passaram por aqui. Confira abaixo alguns deles que deram o que falar!