Últimos Posts
Cultura

Teatro

Shows

Exposições

Noite

Festas

Esportes

Eventos Esportivos

Tattoo Week Rio 2015


Nos dias 16, 17 e 18 de janeiro, a cidade maravilhosa será palco da Maior Convenção de Tatuagem da América Latina: a Tattoo Week. O evento, que está em sua terceira edição, será realizado no Espaço SulAmérica e terá mais de 200 stands, área reservada para workshops e shows ao vivo todos os dias. Para esta edição, os organizadores da convenção estimam um público de 10 mil pessoas por dia.

O Tattoo Week Rio 2015 contará com a presença de mais de 800 renomados artistas, sendo 50 internacionais, que irão mostrar toda a sua arte e talento com as agulhas. O californiano Steve Soto é uma das presenças confirmada para o evento. O artista é reconhecido internacionalmente e vencedor de diversos prêmios de tatuagem de países como Alemanha, Espanha, Austrália e Inglaterra.

Durante os três dias de evento também acontece a tradicional Competição de Tattoo e Bodypiercing e, claro, o Concurso de Miss Tattoo Week Rio, que irá mostrar a beleza feminina em fusão com a arte impressa na pele. Este ano, o concurso compreenderá quatro categorias: Pin-Up, Rockabilly, Body Modification e Beach. As inscrições estão abertas e a interessada deve enviar um e-mail para miss@tattooweek.com.br, com 3 fotos e informações como, nome, idade, cidade, peso, altura e um breve texto explicando por que deseja ser a nova Miss Tattoo Week Rio.

O Tattoo Week é uma convenção realizada todos os anos em São Paulo, no mês de julho, desde 2011. Já no Rio de Janeiro, o evento é realizado desde 2013, sempre no mês de janeiro. O objetivo do evento é promover o intercâmbio internacional entre tatuadores e bodypiercings, popularizar a arte da tatuagem no país, promover a integração entre o público e os artistas presentes, além de premiar os profissionais que mais se destacarem do evento.

Para esta edição, a agenda de shows do Tattoo Week Rio está imperdível! No dia 16/01, quem sobe ao palco do evento, a partir das 23h, é o grupo de rock Matanza e depois a banda Diabo Verde. Já no dia 17/01, às 23h, o rock vai rolar soltar com a cantora Pitty com seu álbum recém lançado Setevidas. E para fechar o evento, no dia 18/01, a partir das 18h, a atração musical fica por conta do MC Marechal e a Batalha do Conhecimento. É importante lembrar que os ingressos dos shows e da convenção serão vendidos separadamente.


Tattoo Week Rio 2015
Quando? 16, 17 e 18 de janeiro de 2015 das 13h às 22h
Onde? Espaço SulAmérica
Av. Paulo de Frontin, 1 - Centro
Ingressos: no local do evento ou pelo site do evento

Mais informações: (11) 4226-2157 / 2424-7670 / tattooweek.com.br
Saiba mais...

Bailinho

Olhar para atrás e rever com clareza oito anos de realizações não é tarefa fácil. Diante do imenso acervo, Rodrigo Penna coleciona belas lembranças e revive na memória a trajetória do evento que foi criado por ele em 2007.

Ao longo deste tempo o Bailinho amadureceu, ganhou projeção e, com isso, se firmou como uma das festas mais admiradas do Rio de Janeiro e referência ao redor do país. Mais que uma festa, o Bailinho é praticamente um espetáculo, unindo música POP com poesia, performances, DJs, flash mobs, os charmosos brindes e sempre muitas surpresas.

Um Bailinho nunca é igual a outro; a festa está sempre se renovando e procurando inovar. E o público sabe o que esperar de uma das grandes marcas da festa, o set musical do Rodrigo. Um encontro de ritmos e épocas, o melhor da música POP através dos tempos. E tudo isso misturado com poesia, samplers e todo tipo de sons que mexam com o imaginário do público. A pista bomba, pés descalços, rostos molhados de alegria, braços pra cima e um verdadeiro coro em quase todo refrão. No Bailinho é assim, todos ficam à vontade e o único compromisso é a diversão.



No próximo dia 27, o idealizador do evento e sua produtora e parceira de longa data, Daniela Arantes, celebram a volta do Baile. Acompanhados pelo fiel amigo e DJ Markinhos Mesquita, e por toda a sua equipe de produtores, cenógrafos, iluminadores, e muitos outros parceiros e artistas que participam dessa história de sucesso.

Para o verão 2015, o Bailinho inicia sua 8ª temporada e ocupa o Anexo do Armazém 4 do Píer Mauá em quatro edições a cada 15 dias. Após se despedir em fevereiro deste ano, fazendo a alegria dos frequentadores que marcaram a festa no MAM, o Bailinho comemora o ano novo numa locação que já recebeu edições memoráveis. "Estamos atendendo dois desejos de quem curte o baile, voltamos aos sábados e ao Píer Mauá, um dos lugares mais lindos da cidade", ressalta Rodrigo.

O que não pode faltar no Baile: O mestre Marvin Gaye, chuva de papel prateado, Daft Punk, correio do amor, mesclados com Arctic Monkeys, Novos Baianos, Hot Chip, música pra dançar juntinho, cartomante e o novo cantinho budista, proporcionando um momento de quietude no meio do Baile.

Festas costumam ter receitas de bolo mas quando se trata do Bailinho tudo pode ser diferente, novo, mesmo que de novo. "É um prazer criar e fazer o Bailinho, e como serão apenas quatro lindas noites nesse verão, faremos todas valerem muito à pena, pode apostar!", avisa o anfitrião.

Bailinho
Quando? 27 de dezembro às 21h30
Onde? Píer Mauá - Anexo 4
Avenida Rodrigues Alves, 10 - Centro
Quanto? De acordo com o número do lote vigente.

Próximas edições: Dez: dia 27 / Jan: dias 10 e 24 / Fev: dia 7

Mais informações: (21) 3923-5224 / www.bailinho.com
Saiba mais...

Janelas do Natal



Há quatro anos, moradores do Méier e adjacências recebem, em dezembro, o coral Janelas do Natal. Todas as terças e quartas, cerca de 200 coristas ensaiam na Igreja Batista do Méier, sob a regência do Ministro Paulo Queiroz, visando às apresentações entre 17 e 19 de dezembro, a partir das 20 horas; sendo que, no dia 19, acontecem duas apresentações. Evento criado pela Igreja Batista do Méier, o Janelas do Natal leva os cantores para as janelas do prédio que fica em frente à Praça Agripino Grieco. Já no domingo, às 19 horas, os coristas vão cantar durante o culto da igreja. É o maior coral da Zona Norte.

Historicamente, as igrejas protestantes promovem eventos natalinos de elevado padrão musical. Pensando nisso, a Igreja Batista do Méier descobriu uma forma de levar para fora um espetáculo que até então ficava entre as paredes de seu templo. Em 2011 nasceu o projeto Janelas do Natal.

Durante três dias úteis que antecedem o Natal, cerca de 200 pessoas, desde crianças até adultos, preenchem 24 janelões do Edifício Miranda Pinto localizado no coração do Méier. O prédio se torna um grande coral vertical.

Além do coral, temos um show de luzes que ajuda a promover o espetáculo atraindo, assim, um público total estimado em 10 mil pessoas.

Janelas do Natal
Quando? 17 a 19 de dezembro, às 20h
Apresentação extra no dia 19 às 21h
Onde? Praça Agripino Grieco
Rua Dias da Cruz, s/nº - Méier
Quanto? Evento Gratuíto

Mais informações: Igreja Batista do Méier (21) 2599-3000
Saiba mais...

Rembrandt e a Figura Bíblica

"Cristo Pregando, ou A Gravura dos 100 Florins" de Rembrandt / Reprodução

Inédita, a exposição Rembrandt e a Figura Bíblica apresenta uma seleção de 78 obras do artista Rembrandt Van Rijn, divididas em dois módulos: a primeira parte é dedicada a uma cronologia da vida e obra do artista, ilustrada com gravuras em diversos temas. A segunda parte é dedicada aos temas bíblicos e religiosos, que compõem a parte mais numerosa dentre os temas do artista e recebem destaque nesta montagem.

Produzidas em água-forte, buril e ponta-seca, as 78 obras do pintor e gravador holandês Rembrandt estão assim distribuídas: 52 de temas bíblico/religiosos, abrangendo o Velho e o Novo Testamento, três paisagens, 11 retratos (quatro autorretratos), três nus, três cenas alegóricas e seis gravuras de temas diversos.

A exposição traz para o público um momento histórico específico e importante e que influenciou o artista na criação de suas obras, permitindo a percepção do por que Rembrandt tornou-se um dos maiores nomes do mundo da Arte: a Holanda, recém-libertada da Espanha e convertida ao protestantismo, passava por uma fase de grande crescimento econômico. Também será possível conhecer um pouco sobre a técnica utilizada pelo artista para a concepção das obras expostas.

"Trazer ao Brasil um acervo desta importância representa a possibilidade de mostrar à população um trabalho excepcional e que atravessou o tempo, sendo absolutamente relevante para a contemporaneidade. Desta forma, esta exposição pretende, não somente receber um público geral e interessado em artes visuais, mas também estudantes de arte que desejam entender o processo de criação de um grande mestre, de forma a aprimorar seus trabalhos pessoais. Esta iniciativa foi possível graças a uma parceria com o Museu Zorn, que fica em Mora, na Suécia. O artista Anders Zorn (1860-1920), que também tem uma obra exposta, foi um colecionador de gravuras de Rembrandt e, graças a seu empenho e coleção, hoje dá nome à Fundação que brinda o público brasileiro com esta parte de sua coleção, exibida pela primeira vez fora da Suécia." – afirma o curador Fernando Spaziani.

Rembrandt Van Rijn nasceu em 05 de julho de 1606 em Leiden, na Holanda. Com 14 anos entrou para a Universidade em sua cidade natal. Aos 20 foi aprendiz do pintor histórico Pieter Lastman, em Amsterdã. O quadro A Aula de Anatomia do Doutor Tulp foi pintado aos 25 anos e, entre os anos de 1625/26 as suas duas primeiras águas-fortes. A partir de uma parceria com o gravurista Jan van Vliet em 1631, Rembrandt começou uma profícua produção de gravuras, objetivando divulgar suas pinturas. Já datam dessa época suas famosas gravuras de cenas bíblicas e religiosas.

A partir de 1655, Rembrandt diminuiu consideravelmente a sua produção de gravuras, tendo executado aproximadamente 290 obras em sua vida. Sua última fase próspera datou de 1658, quando criou nus e o retrato de Lieven Coppenol, o maior retrato em gravura feito pelo artista que, em 1665, fez sua última água-forte. Rembrandt faleceu em Amsterdã em 04 de outubro de 1669.

Rembrandt e a Figura Bíblica
Quando? Abertura: 17 de dezembro às 19h
Visitação: De 18 de dezembro a 22 de fevereiro de 2015
De terça-feira a domingo, das 12h às 19h
Onde? Centro Cultural Correios
Rua Visconde de Itaboraí, 20 - Centro
Quanto? Entrada Franca

Mais informações: (21) 2253-1580
Saiba mais...

Efígie



Para discutir as preocupações estéticas e os diálogos propostos com o tema Efígie, a Galeria do Ateliê inaugura dia 19 de dezembro, às 19h a mostra coletiva Efígie, com a participação de vinte e um fotógrafos contemporâneos mais importantes da atualidade que, ora se aproximam, ora se afastam desse conceito de representação, trazendo frescor e abrindo vias para análises poéticas distintas.

Segundo Marco Antonio Portela, "temos, então, nesse espectro diverso, propositores de imagens procurando, cada um a sua forma, pensar como transfigurar aquilo que nos é mais próximo: nossa própria simulação imagética. Partindo do pressuposto que sempre nos reconhecemos representados em toda e qualquer imagem humana, o autorretrato tornaria -se dispensável. No entanto, ele está cada vez mais presente, e fica difícil imaginar sua ausência em tempos de tantos selfies".

Lembrando que esta galeria está inscrita dentro de uma escola de imagem, não tememos correr o risco que assinalava Platão sobre jovens miradas: "quem é novo não é capaz de distinguir o que é alegórico do que não é". Vamos procurar nos ver além do retrato, além do que somos, vamos nos perpetuar como uma efígie.

Foto ©Daniela DaCorso

Foto do topo ©Fabio Seixo
Efígie
Coletiva dos fotógrafos: Ana Stewart, Arlete Soares, Bruno Veiga, Celina Portella, Daniela DaCorso, Edu Monteiro, Edu Simões, Fabian, Fabio Carvalho, Fabio Seixo, Frederico Dalton, Ismar Ingber, Joaquim Paiva, José Caldas, Kitty Paranaguá, Marco Antonio Portela, Marcos Bonisson, Piti Tomé, Renan Cepeda, Rogério Reis e Vicente de Mello.
Quando? Abertura dia 19 de dezembro às 19h
Visitação até o dia 28 de fevereiro de 2015
Horários: Segunda a sexta das 10h às 21h / Sábados das 10h às 17h
Onde? Ateliê da Imagem Espaço Cultural
Avenida Pasteur, 453 - Urca
Quanto? Entrada franca

Mais informações: (21) 2541-3314
www.ateliedaimagem.com.br
Saiba mais...

Aquarius - Clássicos de Cinema



Neste sábado, dia 13 de dezembro, uma grande atração de fim de ano para os cariocas: Clássicos de Cinema é o nome do espetáculo da Orquestra Sinfônica Brasileira no Forte de Copacabana, com algumas das mais populares trilhas criadas pelo Maestro John Williams para produções de Steven Spielberg e George Lucas.

Regido por Roberto Minczuk, o concerto reedita o programa apresentado pela OSB com sucesso absoluto de público no Rio e em São Paulo durante a Temporada 2014. No palco montado em um dos principais cartões postais da cidade, a orquestra tocará clássicos como ET - O Extraterreste, Tubarão, Indiana Jones e Guerra nas Estrelas.

A seguir, o programa completo:

JOHN WILLIAMS E.T. O Extraterrestre
Harry Potter e a Pedra Filosofal
Indiana Jones e os Caçadores da Arca Perdida
Jurassic Park
Tubarão
A Lista de Schindler
CARLOS GARDEL Por una cabeza (Arr. John Williams)
JOHN WILLIAMS Guerra nas estrelas


Aquarius - Clássicos de Cinema
Quando? Sábado, 13 de dezembro, às 19h30
Onde? Forte de Copacabana
Praça Coronel Eugênio Franco, 1 - Copacabana
Quanto? Entrada franca, sujeito à lotação.

Saiba mais...

Tom Jobim de volta ao Arpoador

Nesta segunda-feira, dia 8 de dezembro, foi inaugurada no Arpoador mais uma atração: uma bela estátua em homenagem ao maestro Tom Jobim que, nesta data, marca os seus 20 anos de morte.

Foto © Glaucon Fernandes/Eleven/Estadão Conteúdo
Pesando o equivalente a duzenos quilos e feita inteiramente de cobre, a estátua ilustra o cantor com seu violão no ombro, trazendo ainda uma placa com o trecho “Minha alma canta / Vejo o Rio de Janeiro” da canção "Samba do Avião", de autoria do homenageado, trazendo mais alma e saudosismo ao bairro de Ipanema

A estátua de Tom Jobim passa a ser mais um ponto turístico na cidade, que lembrará os cariocas do ícone da bossa nova, que tornou a cidade conhecida internacionalmente.

Antonio Carlos Brasileiro de Almeida Jobim, foi criado em Ipanema, bairro que serviu de inspiração para suas canções. Entre seus parceiros de composições, destaca-se o poeta Vinicius de Moraes, com quem construiu uma sólida amizade, rendendo diversos clássicos de nossa música popular. Tornou-se ícone da bossa nova, levando o ritmo a ser conhecido em todo o mundo, incluindo parceria com o cantor americano Frank Sinatra. Tom veio a falecer em 1994, durante uma temporada em Nova Iorque.

Saiba mais...

Kimi Nii - Nas Nuvens

Kimi Nii - foto/divulgação
O Centro Cultural Correios Rio de Janeiro inaugura dia 17 de dezembro, às 19h, a exposição Kimi Nii - Nas Nuvens, composta de mais de cem obras, com novos trabalhos e alguns destaques da produção da artista desde a década de 80, de uma das mais prestigiadas escultoras em cerâmica da atualidade: a artista e designer japonesa Kimi Nii (radicada em São Paulo). A exposição, no Rio de Janeiro, fica nas salas 1 e 2 e na sala A do 3º andar. Curadoria de Pieter Tjabbes e textos de Antonio Gonçalves Filho.

Kimi Nii nasceu em 1947 em Hiroshima, no Japão, de pai japonês e mãe brasileira descendente de japoneses e veio para Brasil aos 9 anos. Talvez por suas raízes culturais, tem na impecabilidade das formas das peças uma de suas marcas registradas. Unindo o domínio técnico com as nuances da surpresa no resultado final de suas esculturas, as peças em cerâmica de Kimi Nii têm extrema simplicidade nas formas, que transmitem uma temática extremamente brasileira somada às cores terrosas e a uma linguagem única e beleza incomuns.

A artista observa: "percebendo a dificuldade de domar as manhas do fogo e da terra, resolvi não impor meu desejo e tomar partido dessa característica do processo". Em algumas peças, Kimi Nii leva em conta a ação do fogo (a 1300°C), que entorta ou faz cair a parte da peça que não encontra apoio. Na cerâmica japonesa, a imperfeição pode traduzir uma manifestação natural, um capricho contra a severidade que seus artefatos expressam.

Os novos trabalhos da artista que serão apresentados na exposição incluem duas instalações, uma vertical, batizada nas nuvens, composta de conjuntos de tufos estilizados, com formas arredondadas, dispostas em uma parede; e outra horizontal, onde Kimi Nii retoma um tema que já esteve presente em seu trabalho, com formas inspiradas em montanhas e vulcões, seguindo soluções mais geométricas. Ao contrário do que é marcante em quase todo o trabalho da artista, o formato das peças pode não ser exatamente a materialização daquilo que foi projetado.

Kimi Nii - Nas Nuvens
Quando? 18 de dezembro de 2014 a 15 de fevereiro de 2015
das terças aos domingos, a partir das 12h
Onde? Centro Cultural Correios
Rua Visconde de Itaboraí, 20 - Centro
Quanto? Entrada Franca

Mais informações: (21) 2253-1580
Saiba mais...

O que mais já passou por aqui

Não podemos esquecer também dos outros posts mais antigos que também passaram por aqui. Confira abaixo alguns deles que deram o que falar!