Últimos Posts
Cultura

Teatro

Shows

Exposições

Noite

Festas

Esportes

Eventos Esportivos

Festival Acústico MPB

Publicado por: Carioca Cult
terça-feira, 17 de março de 2015

Não fosse bastante a maior parte do repertório brazuca ter sido criada em sua simplicidade, foi no violão que se deu a gênese do único gênero brasileiro de sucesso mundial: a Bossa Nova. Desde então, mais do que um sobrevivente, o violão vem sendo parceiro de movimentos revolucionários como a Tropicália ou inventivos com o do Clube de Esquina. E está aí, em palcos, rodinhas, bares e saraus permanecendo pleno de juventude na mão de novos artistas.

O público brasileiro, por sua vez, ama a combinação violão e voz, curte ser cúmplice dessa intimidade, experimenta com prazer a mesma canção como nunca ouviu e, claro, canta junto a pleno pulmão. É esse o mote do Festival Acústico MPB. O artista, a canção, o público e o violão.

A seleção do elenco tenta espelhar a abrangência de estilos da MPB pondo nomes consagrados, artistas válidos sem espaço, misturados a valores novos e ascendentes da música. Do lado da renovação do samba, a cantora e multi-instrumentista Nilze Carvalho representa a ressurgimento da Lapa ao lado de Alfredo Del-Penho – compositor, cantor e 7 Cordas com destacada participação em vários musicais de sucesso. A paraibana Lucy Alves - revelada no programa The Voice Brasil - mostra o talento para plateia da Cidade Maravilhosa para onde há pouco transferiu sua sanfona e frescor nordestinos. Integrante da nova trova carioca independente, Mariana Volker compõe ao lado de Castello Branco um perfil mais pop no panorama do elenco e, diretamente de Madureira, a simpatia, carisma e vozeirão de Serjão Loroza tem jornada dupla como número musical e apresentador do evento.

A dupla Antonio Carlos & Jocafi – verdadeira mania nacional nos anos 1970 - reaparece na Fundição para o grande público depois de longa ausência dos palcos e do disco trazendo clássicos como “Você abusou” e “Desacato”. Outro que, por incrível que pareça, debuta na Fundição é Zeca Baleiro. O maranhense entre o trabalho de lançamento de seu livro “A Rede Idiota“, a turnê do CD “Calma, aí coração” e os shows em duo com Zélia Duncan, traz seu violão e voz para o público que se deleitará sempre com quatro ou cinco números de cada atração principal numa expectativa de algo como 40 performances em apenas uma noite. Direto do interior do rock rural setentista, marcam presença Sá & Guarabyra – a dupla Rio-Bahia traz sua imperdível ourivesaria de vozes, violões e sucessos como “Sobradinho” e “Rock Santeiro” para o Festival Acústico MPB.

Geraldo Azevedo - um virtuose na arte do instrumento que ganhou do pai aos seis anos – é também figura de proa do evento com seu viés estilístico de aliar voz e violão percebido em clássicos como “Taxi lunar”, “Caravana” entre outros compostos a partir do violão. A diva Elba “35 anos” Ramalho em ano de aniversário de carreira, reina feminina entre as atrações principais prometendo sucessos com pitadas do novo EP “Do meu olhar”.

Alceu Valença, um entusiasta da Rádio Brasileira e da realização desse encontro, vindo de dois discos históricos entre o sinfônico com a Orquestra Ouro Preto e o popular “Amigo da Arte” e de seu premiado longa-metragem “A Luneta do Tempo”, encerra a noite com seu violão cheio de síncopes e dedilhados nordestinos tendo a bordo a arte de suas canções que teimam em atravessar tempo e gerações.


Festival Acústico MPB
Quando? 26 de março, às 22h
Onde? Fundição Progresso
Rua dos Arcos, 24 - Lapa
Quanto? Ingressos a partir de R$ 30,00

Terão direito a meia entrada estudantes, idosos, menores de 21 anos, funcionários da Light e pessoas que realizarem a doação de 1kg de alimento não perecível.

Mais informações: (21) 3212-0800


O que mais já passou por aqui

Não podemos esquecer também dos outros posts mais antigos que também passaram por aqui. Confira abaixo alguns deles que deram o que falar!