Últimos Posts
Cultura

Teatro

Shows

Exposições

Noite

Festas

Esportes

Eventos Esportivos

Rock in Rio terá sete casamentos na Cidade do Rock

Festival promoverá concurso para selecionar casais que pretendem oficializar sua união na capela que será montada na Rock Street




Sete dias de Rock in Rio e sete casamentos realizados durante o festival, na capela que será montada na Rock Street, na edição que comemora os 30 anos do festival e que acontece entre os dias 18 e 20 e 24 e 27 de setembro, na Cidade do Rock. Para isso, o Rock in Rio iniciou hoje um concurso, a partir das 14h, em que os pombinhos deverão contar suas histórias de amor. As inscrições vão até o dia 11 de maio.

"Casar-se no Rock in Rio já está virando uma tradição. Ao longo desses nossos 30 anos, temos sido cenário para lindas histórias de amor e, desde 2011, realizamos casamentos na Cidade do Rock. A ideia do concurso surgiu a partir da enorme demanda que tivemos de casais pedindo para se casar durante o festival. Mais uma prova de que casamento e música podem ser uma combinação perfeita", afirma Roberta Medina, vice-presidente do Rock in Rio.

O objetivo do concurso é selecionar sete casais para oficializarem o casamento na capela do Rock in Rio. Para participar, os casais deverão enviar suas histórias de amor para o e-mail euvoucasar@rockinrio.com. "A organização do concurso vai selecionar as 200 histórias mais engraçadas, curiosas e emocionantes", explica Agatha Areas, diretora de marketing do festival. Segundo ela, os 200 casais selecionados receberão um e-mail pedindo para que enviem um vídeo em que os noivos defendam a sua história e expliquem porque gostariam de se casar no Rock in Rio. "Os 60 vídeos que mais nos impactarem serão inseridos no hotsite do concurso, para que seja iniciada a votação do público e de um júri composto por representantes do festival e de pessoas influentes no mercado de casamentos. Desses, 14 serão escolhidos finalistas", detalha.

Os 14 casais finalistas deverão enviar um vídeo que contenha o pedido de casamento de um dos noivos, juntamente com a reação daquele a quem foi feito o pedido. "Esses vídeos serão mostrados ao público e os sete casais vencedores serão conhecidos na semana do Dia dos Namorados", afirma Agatha.

Casar no Rock in Rio é um sonho que vem sendo realizado por alguns fãs do festival. Em 2011, no dia do show do Red Hot Chilli Peppers, a professora Raquel Lettres e o analista de sistemas Gabriel Gemelly celebraram a união em uma cerimônia realizada na Rock Street. O casal do Rio Grande do Sul, fã da banda, mudou a data do casamento para poder trocar as alianças no dia do show. Durante a união de Raquel e Gabriel, o casal de namorados Daniele Sant’Ana e Alan Gomes foi surpreendido enquanto passava pelo local: o buquê da noiva caiu nas mãos de Daniele. Dois anos mais tarde, em 2013, o casal, após combinar com a produção do evento, também resolveu se unir no festival, desta vez no dia do show do Bon Jovi.


Saiba mais...

Despedida de Solteira - Show Especial Preta Gil



A Preta Gil vai casar? Vai SIM! Mas antes do casamento mais badalado do ano, a cantora vai festejar os seus últimos dias de solteirice no palco da The Week Rio, que estará toda em clima de Despedida de Solteira.

Casados, solteiros, namorados, noivos, enrolados, ficantes... não importa seu status! Mas sim a animação! O show será composto por músicas próprias e os hits mais estourados. Preta, que sempre leva toda sua alegria e irreverência, faz aquela verdadeira salada musical, onde passa pelo funk, samba, axé, sertanejo, promete uma noite com tudo que tem direito.

DJs Leo Gattuso e Felipe Mar


Despedida de Solteira - Show Especial Preta Gil
Quando? Quinta, 30 de abril, às 23h
Onde? The Week Rio
Rua Sacadura Cabral, 135 - Saúde
Quanto? R$ 60,00 (pista) e R$ 100,00 (área VIP) (sujeito a alteração)
1º lote no ingressorapido.com.br: R$ 30,00 (pista) e R$ 50,00 (área VIP)

Mais informações: (21) 2253-1020 / theweek.com.br


Saiba mais...

Deutsche Kammerphilharmonie Bremen no Theatro Municipal



Considerada hoje uma das principais e mais prestigiadas orquestras do mundo, a Deutsche Kammerphilharmonie Bremen se destaca por transitar dos compositores clássicos aos contemporâneos, sempre com interpretações que se sobressaem por fugir do convencional. Celebrada pela crítica especializada pela energia surpreendente de suas performances, ela é comandada por Paavo Järvi e tem no violinista finlandês Pekka Kuusisto um de seus colaboradores mais habituais.

Pekka Kuusisto. Foto: Divulgação.
É Pekka Kuusisto que comandará a apresentação carioca da Orquestra, no dia 27 de abril, no Theatro Municipal do Rio, como a segunda atração do ano da 22ª edição da Série O Globo / Dell’Arte Concertos Internacionais. Kuusisto também será o violinista convidado da noite, em um programa que inclui peças de Mozart e Beethoven.

A Deutsche Kammerphilharmonie Bremen é uma das principais orquestras do mundo. Onde quer que se apresente, cativa o público com seu estilo peculiar de fazer música. O regente estoniano Paavo Järvi é diretor artístico da orquestra desde 2004.

Um dos muitos destaques da colaboração do conjunto com Paavo Järvi foi seu Projeto Beethoven, no qual regente e orquestra centraram a atenção ao longo de seis anos. Suas interpretações do compositor foram aclamadas em todo o mundo por público e crítica como execuções de referência. Eles encantaram os ouvintes em Paris, Tóquio, Estrasburgo, Varsóvia, no Festival de Salzburgo e no Beethovenfest de Bonn com o ciclo completo das nove sinfonias de Beethoven. As obras foram gravadas pela RCA e entusiasticamente aclamadas em todo o mundo. O documentário do Projeto Beethoven para TV e DVD produzido pela Deutsche Welle e pela Unitel também foi aplaudido, recebendo numerosos prêmios.

Atualmente, a Deutsche Kammerphilharmonie Bremen e Paavo Järvi estão focados nas obras sinfônicas de Robert Schumann com igual sucesso. Após triunfos sensacionais em Tóquio e São Petersburgo, em 2012 os ciclos Schumann também foram aclamados no Festival Beethoven de Varsóvia e no Konzerthaus de Viena. Um documentário para TV e DVD sobre o Projeto Schumann foi produzido pela Deutsche Welle em cooperação com a Unitel, Arte e Rádio Bremen.

Por muitos anos a orquestra manteve relações privilegiadas com solistas e regentes de renome internacional como Sabine Meyer, Viktoria Mullova, Heinz Holliger, Olli Mustonen, Hélène Grimaud, Martin Grubinger, Janine Jansen, Christian Tetzlaff, Hilary Hahn, Heinrich Schiff, Trevor Pinnock e Sir Roger Norrington.

Os membros da orquestra se devotam com afinco a seus projetos, em colaboração com a Bremen East Comprehensive School, onde as salas de ensaio do conjunto estão atualmente alugadas. A colaboração única daí resultante foi reconhecida, desde o início, por numerosos prêmios, incluindo o Zukunftsaward (Prêmio Futuro) de “Melhor Inovação Social”, em 2007, e o Prêmio Clássico ECHO, em 2012. Com esses projetos os músicos perseguem seu objetivo de encorajar o desenvolvimento individual através da música, principalmente — mas não exclusivamente — em ambientes educacionais pouco privilegiados. O Ministro de Estado da Cultura apontou o Future Lab da Deutsche Kammerphilharmonie Bremen como um projeto modelo.

Em 2008, a Deutsche Kammerphilharmonie Bremen recebeu o prestigioso Prêmio Fundadores Alemães na categoria especial, por sua bem sucedida combinação de empreendedorismo e cultura. Em 2009, três dos CDs lançados pela orquestra conquistaram o Prêmio Clássico ECHO. Em 2010, a Deutsche Kammerphilharmonie Bremen foi honrada com o Certificado de Mérito Especial do Círculo Alemão de Críticos de Gravações por suas realizações editoriais de Bach a Ruzicka. No mesmo ano Paavo Järvi recebeu o Prêmio Clássico ECHO como Regente do Ano pelas gravações de Beethoven. A Deutsche Kammerphilharmonie Bremen é a Orquestra Residente do Beethovenfest de Bonn e dos Concertos Elbphilharmonie de Hamburgo.

Programa:

WOLFGANG AMADEUS MOZART
Così fan tutte – abertura
Concerto para violino e orquestra Nº 5 em Lá maior, K. 219
Allegro aperto
Adagio
Rondeau: Tempo di Menuetto
Solista: Pekka Kuusisto

INTERVALO

LUDWIG VAN BEETHOVEN
Sinfonia Nº 1 em Dó maior, op. 21
Adagio molto – Allegro con brio
Andante cantabile con moto
Menuetto: Allegro molto e vivace
Adagio – Allegro molto e vivace


Deutsche Kammerphilharmonie Bremen
Quando? Segunda, 27 de abril às 20h
Onde? Theatro Municipal do Rio de Janeiro
Praça Floriano, S/N – Centro
Quanto? Ingressos de R$ 50,00 a R$500,00

Classificação: Livre

Saiba mais...

Circuito Corujão 2015 - RJ



O Circuito Corujão, é uma prova de corrida noturna a ser realizada no dia 9 de maio de 2015 na cidade do Rio de Janeiro, nas modalidades de 5k e 10k (duas voltas), destinada a pessoas de ambos os sexos.

Tanto a largada quanto a chegada do evento serão realizadas na Avenida Sernambetiba, s/nº, na Praia da Barra, próximo ao restaurante Toca da Traíra, tendo seu início previsto para as 20h em pelotão único.


Circuito Corujão 5k e 10k
Quando? 9 de maio de 2015 às 20h
Quanto? R$ 75,00
Onde? Av. Sernambetiba, s/nº - Barra da Tijuca

Inscrições e mais informações:


Saiba mais...

Ed Sheeran no Rio de Janeiro: Últimos ingressos disponíveis

Pela primeira vez no Brasil, cantor e compositor traz a turnê “X” para o país e se apresenta no Rio de Janeiro no dia 30 de abril


Um dos maiores fenômenos internacionais da atualidade, Ed Sheeran virá ao Brasil pela primeira vez em abril de 2015. Para a turnê X, homônimo de seu último álbum, lançado em 2014, Sheeran concebeu um ambicioso show melódico e muito pessoal. O cantor e compositor britânico ficou conhecido mundialmente através de seu canal no Youtube e pela ação de fãs clubes, que ajudaram a propagar sua música e alcançar os quatro cantos do mundo. Este ano o cantor foi indicado ao Grammy na categoria de Melhor Álbum Pop pelo trabalho X, e ganhou dois prêmios Brit Award e dois People’s Choice Award. O show será aberto pelo cantor e compositor britânico Antonio Lulic, considerado pela crítica especializada umas das revelações da pop music internacional.

Dono de sucessos como Give me Love, Sing (feat Pharrel Williams), Thinking Out Loud, All of The Stars, música tema do blockbuster A Culpa é das Estrelas, e I see Fire, presente na trilha sonora do segundo filme da série O Hobbit, Ed Sheeran fará uma apresentação em 30 de abril no Rio de Janeiro, na HSBC Arena, onde os últimos ingressos para o nível 3 ainda estão à venda.

No mundo da música desde 2005, Ed Sheeran tem apenas 23 anos e revelou em entrevistas que suas referências musicais vêm de diversos cantores e bandas como The Beatles, Bob Dylan, Van Morisson e Damien Rice. Atualmente, o britânico é um dos principais nomes do pop/folk e já fez parcerias com artistas de renome, como James Morrison, Yelawolf, One Direction e Taylor Swift, em Everything Has Changed.

Em 2013, o hit The A Team foi indicado para Grammy Awards na categoria de Canção do Ano. Apesar de não ter levado o prêmio para casa, Sheeran cantou a música em dueto com Elton John durante a cerimônia e garante que foi um verdadeiro sonho. Em 2014, o cantor participou do MTV VMA 2014 e conquistou o prêmio de Melhor Vídeo de Artista Masculino com o clipe da música Sing, que conta com a participação de Pharrel Williams.


Ed Sheeran no Rio de Janeiro
Quando? Quinta, 30 de abril, às 22h
Onde? HSBC Arena
Av. Embaixador Abelardo Bueno, 3401 - Barra da Tijuca
Quanto? R$ 240,00 (Nível 3 - inteira) no Livepass.com.br

Classificação: 16 anos

Saiba mais...

Salina (a última vértebra)

Novo espetáculo do grupo Amok Teatro, uma das companhias mais prestigiadas do Rio, terá sessões com entradas gratuitas




A peça Salina (a última vértebra) propõe um mergulho numa África ancestral, através de uma história a temporal e universal, sobre exílio ódio e perdão. Com direção de Ana Teixeira e Stephane Brodt e texto do autor francês Laurent Gaudé, o espetáculo é a mais nova criação do grupo Amok Teatro. A peça estreou em fevereiro no Espaço Sesc e agora faz turnê nas arenas cariocas. As apresentações na Arena Jovelina Pérola Negra serão nos dias 29 e 30 de abril, às 14h e às 19h, respectivamente. A entrada é gratuita.

A montagem conta a história da personagem Salina, que foi casada à força e violada por seu marido. Seu filho Mumuyê Djimba nasce e ela o detesta tanto quanto o pai. Acusada de deixar o esposo morrer agonizante num campo de batalha, Salina é banida de sua cidade. Exilada no deserto, ela alimenta seu desejo de vingança. Da sua ira, nasce Kwane, que trava uma guerra com seu irmão, Djimba, até que uma reviravolta surpreendente acontece no destino dela.

O espetáculo integra o conto, o jogo, a música e a dança. A música é tocada ao vivo, com instrumentos tradicionais africanos e afro-brasileiros. A obra é composta por elementos da tragédia grega e da epopeia africana, onde o épico, as paixões, o combate e a parte sombria do indivíduo são identificados. "A obra de Laurent Gaudé permitiu a criação de um território simbólico, uma África imaginária, construída a partir de uma identidade mestiça, da confluência de diversas culturas de raiz africana e das diferentes visões e trocas que surgiram no decorrer do projeto", explica Ana Teixeira.



Ficha técnica:

Texto: Laurent Gaudé
Direção: Ana Teixeira e Stephane Brodt
Elenco: André Lemos, Ariane Hime, Graciana Valladares, Luciana Lopes, Reinaldo Junior, Robson Feire, Sergio Loureiro, Sol Miranda, Tatiana Tibúrcio e Thiago Catarino
Música: Fábio Simões Soares
Luz: Renato Machado
Assistente de Direção: Vanessa Dias
Coreografias: Tatiana Tibúrcio
Cenário e Figurino: Ana Teixeira e Stephane Brodt
Bonecos: Maria Adélia
Tradução: Ana Teixeira
Pesquisa: Amok Teatro
Produção: Marco Luna


Salina (A última vértebra)
Quando? 29 e 30 de abril, às 14h e às 19h, respectivamente
Onde? Arena Jovelina Pérola Negra
Praça Ênio, s/n - Pavuna
Quanto? Entrada gratuita

Classificação: 14 anos
A Arena possui acesso para deficientes físicos e estacionamento gratuito.

Mais informações: (21) 2886-3889


Saiba mais...

O Mercado – edição Maio das Sereias

Edição acontece dias 2 e 3 de maio, no Rio, reunindo moda, arte, música e gastronomia



Após o sucesso no começo do ano, O Mercado volta a ocupar o Salão Nobre da Sede do Fluminense para sua 24ª edição no início do mês em que são homenageadas as mães e noivas, então opções de presentes não vão faltar! O evento que reúne moda, craft, decoração, arte, música e gastronomia é uma opção para lá de boa para quem quer encontrar peças exclusivas. Idealizado pelas estilistas Clarissa Muniz e Je Muniz, O Mercado reúne mais de 100 marcas, além de uma pequena Exposição de Arte. Para embalar as compras com música boa o evento conta com o DJ residente Galalau que nessa edição recebe a convidada Graziella Ximenes com um repertório regado de pop e grandes divas da música.

Entre as minis lojas que se instalam no salão durante O Mercado, todas representadas por seus idealizadores que ficam presentes durante o evento, é possível encontrar os mais variados segmentos passando por moda feminina, masculina, infantil, acessórios, papelaria, objetos de decoração e uma infinidade de sugestões de presentes. Em geral, as marcas não possuem lojas físicas, por isso, o que você encontra por lá dificilmente verá pelas vitrines dos grandes shoppings. São peças de qualidade, feitas em pequena escala e vendidas a preço justo. Ou seja, impossível sair de sacola vazia! O evento, aliás, distribui cerca de 500 ecobags para os primeiros clientes que poderão conferir peças da coleção outono/inverno.

Quem busca presentes para as mães pode encontrar marcas femininas como Fios e Atavios, Alice Lobato, Line Store, by Nathalia Otero e Rosa Mundi. Se o assunto é decoração, a dica é garimpar peças originais das marcas, Dupla de Dois, Zizi Anil, Magritte Dali e Santa Frescura. Para os pequenos as marcas infantis Desejos de Sofia e Flamboyant Kids levarão roupas e acessórios para brincadeiras e festas. Os rapazes também não foram esquecidos! Marcas como a estreante Retropy, Danke, Galaxxy e Lithum já confirmaram presença.

Os destaques dessa edição são nomes já conhecidos no cenário de moda/arte nacional e farão sua estréia no evento dias 2 e 3 de maio, são elas: Bebel Franco, Zellig e T-Camiseteria, esta última de Salvador - BA.

Algumas marcas oferecerão produtos e serviços especiais para as mães, noivas e quem deseja presenteá-las. Como a Coquine Intimates especializada em lingeries sensuais e românticas, perfeitas para incluir na lista de chá de lingerie e lua de mel. Os casais descolados podem preferir calcinhas e cuecas coordenadas, cheias de estampas e cores, da Avulsa. Se a ideia é ter uma peça personalizada, feita sob medida, então Paula Ara (que confecciona vestidos para festas sob encomenda) e o Ateliê Fofurices (que faz álbuns de fotos personalizados e lembrancinhas de festa) são nomes que você deverá procurar. E para deixar o programa ainda mais completo, as confeitarias artesanais Dona Doçura Patisserie e Epifania Confeitaria venderão a Caixinha da Noiva com uma seleção de miniaturas de seus doces mais famosos para dar uma ajudinha a quem ainda não decidiu o cardápio da festa, com a vantagem de que ambas aceitarão encomendas de grandes quantidades. Serve também para organizadores de festas, buffets e para qualquer um que queira provar um pouquinho de cada.

E já que o assunto é comida, o Chef Gustavo Fonseca, responsável pelo Restaurante Dois Pinheiros assina novamente o cardápio que contará com opções de fizeram sucesso na edição passada, como o guacamole com chips de batata baroa e salada de bacalhau com grão de bico, além de novidades que podem ser acompanhadas por uma boa cerveja artesanal da Zeppe ou um dos disputados mojitos do barman francês Thomas Pitrat. Ainda dá para aproveitar as opções para viagem com O Pão, Quetzal Chocolateria, Cook Sauce e Sabores de Família.

A Exposição de Arte que ocupa o mezanino do salão contará com a presença das obras de cerca de 10 artistas plásticos, designers e projetos, como Circo Lego, de Cristiano Marinho, que criou uma série de fotos e animações a partir de cenários e produções feitas com peças de Lego; e a Maria Suculenta, que monta vasos colecionáveis de suculentas a partir de materiais reciclados e inusitados.


O Mercado – edição Maio das Sereias
Quando? 2 e 3 de maio, das 14 às 21h
Onde? Salão Nobre do Clube Fluminense
Rua Álvaro Chaves, 41 - Laranjeiras
Quanto? Entrada gratuita

Classificação Livre

Saiba mais...

Circo em Volta do Trânsito

Crianças e adolescentes apresentam espetáculo no Circo Crescer e Viver


No próximo dia 28 de abril, às 15h30 (abertura do portão às 15h), as crianças e adolescentes do Programa de Circo Social do Circo Crescer e Viver apresentarão Circo em Volta do Trânsito. Trata-se da primeira mostra artística do ano letivo de 2015 do Circo Social, que reunirá diversos números de técnicas circenses. Através de técnicas como Perna de Pau, Malabares, Monociclo, Acrobacias e Aéreos, entre outras, as crianças e adolescentes mostrarão ao público um pouco do que aprenderam desde o início do ano até o momento. Desta forma, abordarão no picadeiro da Escola na Praça Onze, no centro do Rio, um pouco sobre o tema Trânsito.

Um dos diferenciais dos espetáculos e mostras do Circo Crescer e Viver, que faz parte do plano artístico-pedagógico, é que as crianças, adolescentes e jovens protagonizam todas as etapas do processo criativo, desde a escolha do tema, que é resultado de muita pesquisa. No caso do Circo Social, além do estudo e busca do tema, os desenhos que compõem o eflyer eletrônico são elaborados pelas crianças e adolescentes, bem como a criação dos números e composição do figurino. Em todas as etapas do processo criativo, os alunos podem opinar e o resultado final é decidido pelo próprio grupo. Desta forma, as crianças e adolescentes são estimuladas em todos os aspectos da cadeia criativa e se empoderam através do conhecimento de cada detalhe do processo, contribuindo para o aumento de sua autoestima e o desenvolvimento de suas habilidades estético-artísticas.


Espetáculo Circo em Volta do Trânsito
Quando? Terça, 28 de abril às 15h30
Onde? Circo Crescer e Viver
Rua Carmo Neto, 143 - Cidade Nova
Quanto? Entrada franca

Classificação indicativa: Livre
Crianças somente acompanhadas dos pais ou responsáveis legais

Saiba mais...

Dia de São Jorge na Estácio de Sá (2015)

Maratona de samba e gastronomia agita a quadra da Estácio de Sá no feriado de São Jorge



Santo católico dos mais populares no Rio de Janeiro, São Jorge será celebrado com grande festa na quadra da Estácio de Sá. Padroeiro da agremiação que leva suas cores no pavilhão, o vermelho e branco do santo guerreiro, São Jorge será festejado com muita festa pelos estacianos e sambistas em geral.

Já na véspera, o Pagode do Leão abre uma exceção e faz uma edição especial na quarta-feira, 22, aquecendo os preparativos para quem vai acompanhar a tradicional alvorada do dia 23. A partir das 19h, o sexteto formado por Marcio Vanderley, Hudson, Carlinhos Tcha Tcha Tcha, Beloba, Pirulito e Rafael dos Anjos, embala o evento com o melhor do gênero e ainda recebem convidados que abrilhantarão ainda mais o evento em homenagem ao santo.

Damas não pagam até 21h e, após esse horário, o valor da entrada é único e custa R$ 10.

Sem parar e aquecendo os ânimos para a alvorada que acontece em frente à quadra pontualmente às 5 da manhã, os sambistas e devotos de São Jorge, que na cultura africana simboliza o orixá Ogum, poderão desfrutar da roda de samba, que não tem hora para acabar.

Após a alvorada, a programação inclui missa às 9h e um café da manhã que será servido logo após a benção. A partir daí, a maratona de samba recomeça sob o comando do grupo Medalha de Ouro. Regada a feijoada e uma saborosa costela no bafo, a homenagem ao santo guerreiro segue com a participação de diversos convidados. O grupo Quem Sabe Canta, também já é presença confirmada.

A quadra da Estácio fica na rua Salvador de Sá 206-208. Bem localizado, o reduto de bambas oferece ao sambista, além de segurança, facilidade de acesso com vastas opções de linhas de ônibus, além de três estações de metrô nas imediações da quadra (Cidade Nova, Praça Onze e Estácio).



Pagode do Leão
Quando? Quarta, 22 de abril, às 19h
Onde? GRES Estácio de Sá
Rua Salvador de Sá, 206 a 208 - Bairro do Estácio
Quanto? R$ 10,00 (damas grátis até 21h)


Feijoada em homenagem a São Jorge
Quando? Quinta, 23 de abril
Onde? GRES Estácio de Sá
Rua Salvador de Sá, 206 a 208 - Bairro do Estácio
Quanto? Entrada franca

Mais informações: (21) 2504-2883
Saiba mais...

II Copa PanAmericana de Pole Dance

Campeões de Pole Dance sobem ao palco no Arnold Classic Brasil



Oitenta atletas mundiais de pole dance estarão reunidos no Arnold Classic Brasil 2015, de 29 a 31 de maio, no Rio de Janeiro, para disputar a II Copa PanAmericana de Pole Dance. O esporte-arte que virou febre no Brasil promete novamente ser uma das grandes atrações do evento multiesportivo, que carrega a marca do ator Arnold Schwarzenegger. Atletas amadores e profissionais do Brasil, Canadá, Estados Unidos, México, Peru, Venezuela, Chile, Panamá e Argentina competem por um total de R$ 10 mil em prêmios, que será distribuído aos vencedores pela Academia Studio Ultra Modern Dance, patrocinadora desta edição.

A II Copa PanAmericana de Pole Dance, organizada pela Federação Brasileira de Pole Dance e realizada pela Associação Carioca de Pole Dance, com apoio da Secretaria de Esportes e Lazer do Município do Rio de Janeiro, será disputada nas categorias: Feminino Amador (30 atletas); Feminino Master (10 atletas); Masculino Profissional - O Melhor das Américas (12 atletas); Feminino Profissional - A Melhor das Américas (10 atletas); e Duplas (5 duplas). Mais de 150 atletas se inscreveram para o processo de seleção e 80 foram selecionados para participar da Copa. A presidente da Federação Brasileira de Pole Dance, idealizadora e organizadora do II Pole PanAmerican Championship, Vanessa Costa, espera um público de mais 8.000 pessoas por dia para o evento.

Na categoria Master, todas as atletas têm entre 43 e 62 anos. O destaque fica com a americana Mary Carryl Serritella, 62 anos, que brilhou ano passado na Copa Mundial de Pole Dance e retorna esse ano para tentar conquistar mais um título. Ela é a atleta com mais idade na competição. Para atender à estreia da categoria Dupla, o Código de Arbitragem da Federação Brasileira de Pole Dance precisou ser adaptado. As duplas prometem coreografias ousadas e sincronizadas para deixar o público de queixo caído.

As 20 melhores profissionais femininas farão parte da disputa mais acirrada do evento: o título de Melhor Atleta de Pole das Américas. Para concorrer nesta modalidade são esperadas as argentinas Victória Ramé, terceira melhor do mundo em 2014, e Belém Serra, Campeã SulAmericana de Pole Dance, em 2014, e a americana Phoeniz Kzaree, campeã do PoleArt Itália, em fevereiro de 2015. No masculino, o peruano Renzo Zerga promete mostrar toda sua elasticidade na barra.

Sobre o Arnold Classic Brasil 2015

Entre os dias 29 e 31 de maio, o Rio de Janeiro vai respirar esporte e saúde com o Arnold Classic Brasil 2015, evento mundial chancelado pelo ator Arnold Schwarzenegger, que reúne competições esportivas, performances, feira de negócios e congresso técnico. Este ano, pela primeira vez, todas as etapas do Arnold Classic Brasil acontecem no Riocentro. Mais de 10 mil atletas amadores e profissionais do mundo todo são esperados para participar em mais de 30 modalidades esportivas. O Arnold Classic Brasil é organizado pela Savaget & Excalibur, com patrocínio Diamond da Black Skull, Integralmédica e Probiótica e patrocínio Gold, da Champion e Lupo Sport, além de patrocínio da Secretaria de Esporte e Lazer do Governo do Estado do Rio de Janeiro por meio da Lei de Incentivo ao Esporte. O evento tem apoio da BPI Sports e apoio institucional da Abrese, Apex Brasil, Abenutri, Brasnutri, ABIH, Brazilian Sports, IFBB RJ e IFBB Brasil.

Sobre o Arnold Sports Festival

O Arnold Sports Festival foi criado há 27 anos por Arnold Schwarzenegger e Jim Lorimer, em Ohio (EUA), se tornando o maior evento multiesportivo do mundo. Desde 2011 o evento vem expandindo suas fronteiras. Primeiro ganhou uma versão europeia, o Arnold Classic Europe, que já teve três edições em Madri (Espanha). Em seguida foi a vez de o Rio de Janeiro sediar a edição da América Latina, que acontece pelo terceiro ano consecutivo. Em março de 2015, a Austrália sediou o evento pela primeira vez. Para maio de 2016 já está confirmada a primeira edição da África, na África do Sul, e a China está sendo estudada como sede para o primeiro evento na Ásia.


Arnold Classic Brasil
Quando? 29 a 31 de maio de 2015
Visitação sexta e sábado das 14h às 20h
Visitação domingo das 10h às 18h
Onde? Riocentro
Av. Salvador Allende, 6555 - Barra da Tijuca
Quanto? R$ 50,00 (até 29 de maio. Após R$ 80,00)
R$ 110,00 (passaporte válido para os três dias, comprando até 29/05)

Crianças de até 12 anos têm entrada gratuita

Mais informações: www.arnoldclassicbrasil.com.br

Saiba mais...

Auschwitz 70, ou é isso um Homem?


Inspirado no livro homônimo de Primo Levi, Auschwitz 70, ou é isso um Homem? é uma peça de teatro para lembrar e com isso deixar viva a História. No ano em que se completam setenta anos da liberação do famigerado campo polonês, falar do Holocausto é, também, uma reflexão sobre o tempo em que vivemos.

Hoje, é preciso ter coragem para se contrapor ao terror antissemita, ao pensamento totalitário e toda sorte de crimes contra a liberdade individual.

A peça é, ainda, a afirmação de que o teatro pode ser um lugar de resistência, em meio a toda sórdida campanha para ocultar a realidade do crescimento do antissemitismo no mundo, a intolerância do fundamentalismo terrorista, venha ele de onde vier, mate ele quem matar.

Ficha técnica:

Texto e Direção: Moacyr Góes
Dramaturgia: Debora Ghivelder
Cenografia e Figurino: Teca Fichinski
Direção de produção: Fernanda Curi
Com Carla Guidacci


Auschwitz 70, ou é isso um Homem?
Quando? 25 de abril a 17 de maio de 2015
Sábados às 21h e domingos às 20h
Onde? Midrash Centro Cultural
Rua General Venâncio Flores, 184 - Leblon

Quanto? R$ 60,00 (inteira) / R$ 30,00 (meia)

Mais informações: (21) 2239-2222 / www.midrash.org.br

Saiba mais...

Passaporte dos Museus Cariocas


Em comemoração aos 450 anos da cidade maravilhosa, o Ibram/MuseusBR e a Prefeitura do Rio de Janeiro lançaram nesta terça-feira (14 de abril), o Passaporte dos Museus Cariocas!

O Passaporte lista, por dia da semana, quais museus oferecem gratuidade naquele dia. Aí é só apresentar o Passaporte na bilheteria e a sua entrada gratuita estará garantida.

Ao todo, 43 instituições participam dessa parceria. Os Passaportes serão disponibilizados gratuitamente para qualquer pessoa que queira resgatá-los nos seguintes pontos de distribuição: Museu Nacional de Belas Artes, Museu da República, Museu Imperial, Museu de Arte do Rio, Museu Aeroespacial e CCBB Rio de Janeiro. Aproveite!

Segue a lista de museus com gratuidade na apresentação do Passaporte:

Domingos

  • Casa França-Brasil
  • Centro Cultural Banco Do Brasil
  • Centro Cultural Correios
  • Centro Cultural Municipal Oduvaldo Vianna Filho (Castelinho Do Flamengo)
  • Centro Cultural Municipal Parque Das Ruínas
  • Memorial Municipal Getúlio Vargas
  • Museu Aeroespacial
  • Museu Casa da Hera
  • Museu Casa de Benjamin Constant
  • Museu Casa de Rui Barbosa
  • Museu da República
  • Museu de Arte do Rio
  • Museu de Astronomia e Ciências Afins
  • Museu de Ciências da Terra
  • Museu de Folclore Edison Carneiro
  • Museu do Índio
  • Museu do Meio Ambiente
  • Museu Histórico da Fortaleza de São João
  • Museu Histórico Nacional
  • Museu Nacional de Belas Artes
  • Museu Naval
  • Paço Imperial
  • Palácio Tiradentes

Segundas

  • Biblioteca Nacional
  • Casa do Patrimônio Ferroviário do Rio De Janeiro (Antigo Museu do Trem)
  • Centro Cultural Banco do Brasil
  • Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica
  • Museu Bispo do Rosário
  • Museu Casa da Hera
  • Museu da Justiça do Estado do Rio De Janeiro
  • Museu de Imagens do Inconsciente
  • Museu Villa-Lobos
  • Palácio Tiradentes

Terças

  • Biblioteca Nacional
  • Casa do Patrimônio Ferroviário do Rio De Janeiro (Antigo Museu do Trem)
  • Casa França-Brasil
  • Centro Cultural Correios
  • Centro Cultural Municipal Oduvaldo Vianna Filho (Castelinho do Flamengo)
  • Centro Cultural Municipal Parque Das Ruínas
  • Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica
  • Memorial Municipal Getúlio Vargas
  • Museu Aeroespacial
  • Museu Bispo do Rosário
  • Museu Casa da Hera
  • Museu Casa do Pontal
  • Museu da Justiça do Estado do Rio De Janeiro
  • Museu da Maré
  • Museu da Vida
  • Museu de Astronomia e Ciências Afins
  • Museu de Ciências da Terra
  • Museu de Folclore Edison Carneiro
  • Museu do Índio
  • Museu do Meio Ambiente
  • Museu Histórico da Fortaleza de São João
  • Museu Histórico do Exército e Forte de Copacabana
  • Museu Imagens do Inconsciente
  • Museu Naval
  • Museu Villa-Lobos
  • Paço Imperial
  • Palácio Tiradentes

Quartas

  • Biblioteca Nacional
  • Casa Daros
  • Casa do Patrimônio Ferroviário do Rio De Janeiro (Antigo Museu do Trem)
  • Casa França-Brasil
  • Centro Cultural Banco do Brasil
  • Centro Cultural Correios
  • Centro Cultural Municipal Oduvaldo Vianna Filho (Castelinho do Flamengo)
  • Centro Cultural Municipal Parque Das Ruínas
  • Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica
  • Memorial Municipal Getúlio Vargas
  • Museu Aeroespacial
  • Museu Bispo do Rosário
  • Museu Casa da Hera
  • Museu da Chácara Do Céu
  • Museu da Justiça do Estado do Rio De Janeiro
  • Museu da Maré
  • Museu da República
  • Museu da Vida
  • Museu de Arte Moderna do Rio De Janeiro
  • Museu de Astronomia e Ciências Afins
  • Museu de Ciências da Terra
  • Museu de Favela
  • Museu de Folclore Edison Carneiro
  • Museu do Açude
  • Museu do Índio
  • Museu do Meio Ambiente
  • Museu Histórico da Fortaleza de São João
  • Museu Imagens do Inconsciente
  • Museu Imperial
  • Museu Militar Conde De Linhares
  • Museu Naval
  • Museu Villa-Lobos
  • Paço Imperial
  • Palácio Tiradentes

Quintas

  • Biblioteca Nacional
  • Casa do Patrimônio Ferroviário do Rio De Janeiro (Antigo Museu do Trem)
  • Casa França-Brasil
  • Centro Cultural Banco do Brasil
  • Centro Cultural Correios
  • Centro Cultural Municipal Oduvaldo Vianna Filho (Castelinho do Flamengo)
  • Centro Cultural Municipal Parque Das Ruínas
  • Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica
  • Memorial Municipal Getúlio Vargas
  • Museu Aeroespacial
  • Museu Bispo do Rosário
  • Museu Casa da Hera
  • Museu da Justiça do Estado do Rio de Janeiro
  • Museu da Maré
  • Museu da Vida
  • Museu de Astronomia E Ciências Afins
  • Museu de Ciências Da Terra
  • Museu de Folclore Edison Carneiro
  • Museu do Índio
  • Museu do Meio Ambiente
  • Museu Histórico da Fortaleza de São João
  • Museu Imagens do Inconsciente
  • Museu Nacional
  • Museu Naval
  • Museu Villa-Lobos
  • Paço Imperial
  • Palácio Tiradentes
  • Sítio Roberto Burle Marx

Sextas

  • Biblioteca Nacional
  • Casa do Patrimônio Ferroviário do Rio de Janeiro (Antigo Museu do Trem)
  • Casa França-Brasil
  • Centro Cultural Banco Do Brasil
  • Centro Cultural Correios
  • Centro Cultural Municipal Oduvaldo Vianna Filho (Castelinho do Flamengo)
  • Centro Cultural Municipal Parque Das Ruínas
  • Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica
  • Memorial Municipal Getúlio Vargas
  • Museu Aeroespacial
  • Museu Bispo do Rosário
  • Museu Casa da Hera
  • Museu Da Justiça do Estado do Rio de Janeiro
  • Museu da Maré
  • Museu da Vida
  • Museu de Astronomia e Ciências Afins
  • Museu de Ciências da Terra
  • Museu de Folclore Edison Carneiro
  • Museu do Índio
  • Museu do Meio Ambiente
  • Museu Histórico da Fortaleza de São João
  • Museu Imagens do Inconsciente
  • Museu Naval
  • Museu Villa-Lobos
  • Paço Imperial
  • Palácio Tiradentes

Sábados

  • Biblioteca Nacional
  • Casa França-Brasil
  • Centro Cultural Banco do Brasil
  • Centro Cultural Correios
  • Centro Cultural Municipal Oduvaldo Vianna Filho (Castelinho do Flamengo)
  • Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas
  • Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica
  • Memorial Municipal Getúlio Vargas
  • Museu Aeroespacial
  • Museu Casa da Hera
  • Museu da Maré
  • Museu da Vida
  • Museu de Astronomia e Ciências Afins
  • Museu de Ciências da Terra
  • Museu de Folclore Edison Carneiro
  • Museu do Índio
  • Museu do Meio Ambiente
  • Museu Histórico da Fortaleza de São João
  • Museu Naval
  • Paço Imperial
  • Palácio Tiradentes


Saiba mais...

Adubo ou a sutil arte de escoar pelo ralo

Espetáculo com Juliano Cazarré aborda a morte de maneira natural e por vezes cômica



Sucesso de público e crítica no país e um marco na história do Teatro de Brasília, o espetáculo Adubo ou a sutil arte de escoar pelo ralo, uma criação de 2005 da Cia de Teatro Universitário Candango, chega à Gamboa nos próximos dias 25 e 26 de abril. Em cena, Juliano Cazarré, Rosanna Viegas, André Araújo e Pedro Martins apresentam histórias que tratam da morte, propondo uma maneira mais natural de lidar com este misterioso e indesejado momento.

Trabalhando sempre com as oposições entre vida e morte, claro e escuro, trágico e cômico, o espetáculo leva o público a refletir sobre a morte e a encará-la como parte da vida, de um ciclo que se renova constantemente. A direção é de Hugo Rodas, diretor uruguaio radicado em Brasília desde a década de 70. A dramaturgia é uma criação conjunta dos próprios atores, que realizaram uma extensa pesquisa sobre o tema "morte", buscando informações na filosofia clássica, na literatura, na medicina, na psicologia e em diversas religiões.

A peça integra a programação do Gamboavista. Com curadoria do ator e diretor Cesar Augusto e direção artística de Marco Nanini e Fernando Libonati, a 4ª edição do projeto do Galpão Gamboa vai até o dia 10 de maio e conta com espetáculos teatrais (adultos e infantis) e shows.

Contando histórias que trazem a morte ora com pano de fundo, ora como personagem, o grupo alterna momentos de grande emoção, comicidade, lirismo e, por vezes, terror. São três histórias, principais que atravessam o espetáculo.

A primeira delas trata da morte de Balu, um cãozinho filhote. Aqui, o grupo observa a morte pelos olhos de uma criança, o jovem dono do cachorrinho. Seu pai tenta lhe explicar o que é a morte, seu caráter irreversível e como aceitá-la. A segunda história se passa num bar, onde três ébrios e seu fiel garçom conversam sobre a morte, sobre aproveitar cada dia como se fosse o último e até sobre o suicídio. A terceira história é uma adaptação de bela parábola budista. Uma mãe busca um remédio para a morte do filho até que encontra Buda, aqui sob a forma de um malandro carioca. Ele sugere que um simples grão de mostarda de uma casa onde não tenha morrido ninguém pode resolver a questão. Ao perceber que em todas as casas há mortos, ela tem a revelação que lhe trará paz.

Várias outras histórias se interpõem às três principais. A passagem de uma para outra é rápida e orgânica, não há mudança de figurino ou maquiagem. Desta maneira a diferença entre os personagens se dá apenas na interpretação dos atores e na iluminação. Passando rapidamente de uma cena emocionante para outra cômica, por exemplo, o público é colocado numa montanha russa de emoções, onde risos e lágrimas se misturam.

Pendurado na beira de um penhasco, um príncipe pede socorro, a situação ganha contornos surreais quando um homem se recusa a salvá-lo, questionando os motivos fúteis do nobre para continuar vivo. Numa encenação de um conto judaico, uma mulher traz consigo todo o peso de revelar ao marido a morte dos filhos enquanto este viajava a trabalho. No cangaço brasileiro, onde a honra é a lei máxima que rege as ações, Teolinda Ferreira se vê obrigada a ensinar uma dura lição a seu filho Jesuíno, que cometeu a pior falha de todas: a traição. Um homem, que tentou cometer o suicídio cortando sua garganta, é condenado à morte em praça pública por enforcamento. O absurdo da situação fica ainda maior quando o enforcamento se mostra inútil, devido à ferida no pescoço do condenado. Uma suicida no fundo do mar após atirar-se para a morte. Um homem, interrogado e torturado por um tirano e seu hilário auxiliar, é condenado a morte por seu desconcertante niilismo. E há também intervenções feitas por personagens, como o rap do menino que perdeu seu cachorrinho ou a exortação bíblica contra o suicídio feita por um bêbado em pleno boteco.

Ficha Técnica:

Direção: Hugo Rodas
Concepção e atuação: Juliano Cazarré, Rosanna Viegas, André Araújo e Pedro Martins
Luz: Caetano Maia


Adubo ou a sutil arte de escoar pelo ralo
Quando? Sábado, 25 de abril às 21h e domingo, 26 de abril às 20h
Onde? Galpão Gamboa - Teatro
Rua da Gamboa, 279 - Centro
Quanto? R$ 20,00 (inteira) / R$ 10,00 (meia)

Classificação: 14 anos
Duração: 75 minutos
Capacidade: 80 lugares

Mais informações: (21) 2516-5929

Saiba mais...

Escola Livre de Cinema de Nova Iguaçu lança cineclube com entrada gratuita


A Escola Livre de Cinema de Nova Iguaçu estreia seu novo projeto: o Cineclube ELC. De abril a julho haverá exibição de filmes que dialoguem com a temática de cultura urbana e juventude. Na primeira sessão, dia 24 de abril, às 18h, será exibido o documentário Praça do Skate - A Primeira Pista da América Latina, do VJ e diretor Paulo China. A entrada é gratuita.

O documentário conta a história da Praça do Skate, localizada no centro da cidade de Nova Iguaçu, conhecida por ser a primeira pista construída na América Latina. No final da exibição acontecerá um bate-papo com entre o diretor e os espectadores presentes. A ideia do Cineclube é mostrar diversos filmes que tenham como tema a arte urbana e a juventude, já que a 4ª edição do Iguacine - Festival de Cinema da Cidade de Nova Iguaçu, que acontecerá no segundo semestre, abordará esses assuntos.

A Escola Livre de Cinema de Nova Iguaçu, fundada em julho de 2006, é a primeira escola de audiovisual da Baixada Fluminense. Localizada no bairro de Miguel Couto em Nova Iguaçu, sob a gestão da OSCIP Avenida Brasil Instituto de Criatividade Social, o projeto é dirigido pelo cineasta e diretor teatral Marcus Vinícius Faustini.

Em 2012, com a mudança para Austin, a ELC iniciou um novo ciclo e agora conta com uma gestão colaborativa na qual o Cineclube Buraco do Getúlio, a ONG Laboratório Cultural, o Departamento de Cinema e Vídeo da Universidade Federal Fluminense e o Cineclube Mate com Angu contribuem com mobilização e produção.

Lançamento do Cineclube ELC
Quando? Sexta, 24 de abril, às 18h
Onde? Sede da Escola Livre de Cinema Nova Iguaçu
Rua Cândido Lima, 13, Sobreloja - Austin - Nova Iguaçu
Quanto? Entrada franca

Saiba mais...

Grupo Vissungo apresenta o show Kilomboloko


Um dos grupos precursores do movimento afrobeat no Rio de Janeiro, Vissungo apresenta o show Kilomboloko. O projeto que vai celebrar os seus 40 anos de carreira da banda acontecerá no dia 24/04, às 20h, na Arena Jovelina Pérola Negra. Os ingressos para o show custam apenas R$1.

A palavra Kilomboloko que dá nome ao projeto se refere ao título de uma música do grupo que faz uma crítica à transformação das favelas cariocas. "Quilombo significa um ajuntamento de pessoas. Antigamente os quilombos eram espaços de resistência onde os negros lutavam contra a escravidão. Na música falamos que a favela é hoje esse lugar, mas que todos estão loucos e não sabem contra quem estão lutando", explica Antônio Spírito Santo, vocalista do grupo. "Mas a música tem um duplo sentido, porque também fala da nossa forma de criar, aberta e libertária", afirma.

Fusão de arte e militância, o Vissungo surgiu na década de 1970 com a proposta de construir uma música negra brasileira moderna, a partir da similaridade existente entre a cultura negra tradicional do Brasil e o que, em termos musicais, ocorria na África contemporânea, principalmente na Nigéria, Angola e Moçambique, aonde florescia uma música também moderna, de intenções libertárias. A partir daí, o grupo passou a exercer a difusão da música africana.

Ficha Técnica:

Vocal solo e percussão: Antônio Spírito Santo
Violão e vocal: Lula Espírito Santo
Percussão e vocal: Samuka de Jesus
Batera: Jahir Soares
Baixo: Leri Machado
Guitarra: Reinaldo Amâncio
Percussão: Junior Crispim


Grupo Vissungo apresenta o show Kilomboloko
Quando? Sexta, 24 de abril, às 20h
Onde? Arena Jovelina Pérola Negra
Praça Ênio, s/n - Pavuna
Quanto? R$ 1,00

Classificação livre
A Arena possui acesso para deficientes físicos e estacionamento gratuito.

Mais informações: (21) 2886-3889

Saiba mais...

Quando se calam os Anjos

Inspirada na precariedade das relações humanas a obra coreográfica Quando se calam os Anjos, da Curitiba Cia de Dança, estreia nacionalmente no palco principal do Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro, no dia 24 de abril, prometendo uma experiência inquietante para o público.

Foto: © Rafael Dorta


A precariedade das relações humanas, o desamparo, a solidão, a existência que se escoa por entre as tramas de uma modernidade falida, estes foram os temas que inspiraram a criação do espetáculo Quando se calam os Anjos, que será apresentado no Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro em curtíssima temporada.

Obra inédita da Curitiba Cia de Dança com a direção coreográfica de Airton Rodrigues, bailarino e coreógrafo do Ballet Teatro Guaíra, Quando se calam os Anjos transporta para o palco questões cênicas e dramatúrgicas que realçam um universo pós-moderno virtual onde vários encontros são marcados pelo descaso do outro ou até mesmo pela falência do ser humano. As cenas são criadas e recriadas num jogo de luz, sons e movimentos, e a dramaturgia se constrói tendo como ingredientes a inquietude, a ironia, a sensualidade e a fisicalidade exuberante dos corpos poéticos desta jovem companhia.

Foto: © Rafael Dorta
A esse respeito Nicole Vanoni, diretora artística da Cia e também bailarina do espetáculo, comenta que "a obra partiu da indignação com a indiferença frente à violência impregnada na sociedade e o sentimento de impotência que nos tira a responsabilidade por este estado das coisas. A arte não pode observar esta questão e ficar calada. Neste sentido o espetáculo traduz essa angústia, essa incapacidade de lidar e resolver questões nada sutis da vida moderna."

Após a estreia de Quando se calam os Anjos no Rio de Janeiro, o espetáculo segue em circulação pelo país: em São Paulo, dias 28 e 29 de abril no Teatro Sergio Cardoso; em Manaus, dias 12 e 16 de agosto no Teatro Amazonas; em Belém do Pará, de 27 a 30 de agosto no Teatro Claudio Barradas, durante o V Encontro de Dança Contemporânea; em Caxias do Sul/RS, de 26 de outubro à 1 de novembro no Teatro Parenti, durante o VI Caixas Em Movimento.

Ficha Técnica:

Direção Geral e Artística: Nicole Vanoni
Concepção Coreográfica: Airton Rodrigues (Neco)
Elenco/Curitiba Cia de Dança: Ana Claudia Moreira, Antonio Adilson Junior, Beatriz Caravetto, Betina D'Agnoluzzo, Clarissa Cappellari, Erika Bartaline, Leonardo Lino, Luana Teodoro, Natanael Nogueira, Nathalia Tedeschi, Nicole Vanoni, Raul Arcangelo, Ricardo Alves Pereira, Rodrigo Leopoldo, Tatiana Araujo e William Sprung
Assistente de Direção: Claudio Fontan
Ensaiador: Antonio Adilson Junior
Trilha Sonora: Raul Arcangelo
Figurino: Paulinho Maia
Projeto de Luz: Osvaldo Gazzoti
Fotos: Rafael Dorta
Produção/Edição Áudiovisual: Raul Arcangelo
Preparação Corporal: Viviane Cecconello e Leandro Lara Santos
Direção de Produção: Radar Cultural Gestão e Projetos - Solange Borelli


Quando se calam os Anjos
Quando? 24 e 25 de abril, às 20h e 26 de abril, às 18h
Onde? Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro
Rua José Higino, 115 - Tijuca
Quanto? R$ 10,00 (inteira)

Duração: 60 minutos
Classificação Indicativa: Livre


Saiba mais...

Eduardo Lages & Orquestra - o Maestro do Rei


Instrumentista, arranjador, produtor musical e compositor, além de maestro da orquestra de Roberto Carlos nos últimos 37 anos, Eduardo Lages é agora a estrela de um musical que celebra no palco os seus 50 anos de carreira. O maestro, que dividiu os palcos com o "rei" em mais de três mil shows em todo o Brasil e no exterior, foi, ainda, produtor musical da Globo durante duas décadas, quando trabalhou também como diretor musical de programas como Fantástico e Globo de Ouro.

Eduardo Lages & Orquestra - o Maestro do Rei, é um musical para toda a família que conta, através de muitas canções, a história fictícia de uma rádio em algum lugar do país. Com concepção e direção geral de Ulysses Cruz e roteiro do jornalista Vinícius Faustini, o espetáculo, uma realização da Musickeria Corp, é o primeiro de uma série que terá vários temas – o primeiro será Toda brasileira é Uma Diva.

O Maestro do Rei tem como protagonistas o maestro e sua orquestra, duração de 80 minutos e é dividido em 3 blocos, apresentando a manhã, a tarde e a noite da Rádio No Ar, onde músicas de muitos ritmos, cores e sentimentos diversos são tocadas ao longo do dia. Ao final, um Show de Gala encerra sua programação. Como toda rádio, a programação inclui noticiários, jingles, atrações infantis e a participação de ouvintes – entre eles, está Ivete Sangalo que encarnará, através de uma participação pré-gravada, uma animada espectadora nordestina. “Esse lugar onde se passa O Maestro do Rei, está situado na nossa memória. Ele é construído de fragmentos de várias épocas, velhos e novos sons, antigas e modernas imagens”, explica Ulysses Cruz.

Entre as canções do espetáculo estão clássicos de todas as épocas e gêneros, como Como uma onda no mar, É o Amor, Maria, Maria, Carinhoso, Eu sei que vou te amar, Chovendo na Roseira, Michelle, Eleonor Rigby, Happy e vários pot-pourris temáticos, com músicas de novelas, músicas infantis, músicas de baile, entre muitas outras. E ainda, como não poderia faltar, clássicos do "rei" Roberto como Como é Grande o Meu Amor Por Você e Emoções.


Eduardo Lages & Orquestra - o Maestro do Rei
Quando? Sexta, 24 de abril
Onde? Vivo Rio
Avenida Infante Dom Henrique, 85 - Parque do Flamengo
Quanto?
Balcão - R$ 50,00
Camarote A - R$ 160,00
Camarote B - R$ 50,00
Frisa Visão Parcial - R$ 100,00
Setor 1 - R$ 120,00
Setor 2 - R$ 80,00
Setor 3 - R$ 50,00
Setor VIP - R$ 160,00

Mais informações: (21) 2272-2901


Saiba mais...

Wallpaper Pistão com Ludmilla


A Wallpaper foi criada em 2010 para ser um diferencial do clube The Week Rio em termos de música, entretenimento e a grande mistura única entre o público gay e hétero, famosos e anônimos numa mesma festa, tornando-a ímpar nesse segmento e absolutamente eclética. Esse diferencial pode ser visto nos albúns de fotos divulgados semanalmente na página da festa no facebook (facebook.com/WallpaperRioOficial). A Wallpaper transita entre o retrô, underground, anos 80, 90, 2000, Pop contemporâneo, eletrônico, hip hop, deep house, indie e muito funk carioca. Mensalmente realiza a edição Pistão, com grandes nomes do pop. A convidada dessa vez é a cantora Ludmilla.

DJs Felipe Mar, Daddy Kall, Caio Bucker, Diego Valente e Avena. Abertura: Grupo musical Baphônicas com Ravena Creole, Chloe Van Damme e Natasha Fierce.


Wallpaper Pistão com Ludmilla
Quando? Segunda, 20 de abril, às 23h59
Onde? The Week Rio
R. Sacadura Cabral, 135 - Saúde
Quanto? R$ 80 (na hora)
Antecipados no site: R$ 40,00 (pista) e R$ 60,00 (camarote)

Mais informações: (21) 2253-1020 / theweek.com.br

Saiba mais...

Próxima Parada

Espetáculo é inspirado em textos e biografias dos dramaturgos José Vicente e Antonio Bivar



Dois autores de destaque nos anos 70. Jovens autores premiados que deixaram voluntariamente o país durante a ditadura militar e que foram representantes do movimento da contracultura. Esse é o ponto de partida da peça Próxima Parada, que terá no Teatro Galpão Gamboa, nos dias 18 e 19 de abril.

Fruto de uma pesquisa em torno de textos teatrais, biografias e outras obras dos dramaturgos José Vicente (1945-2007) e Antonio Bivar, a montagem tem direção de Cesar Augusto, integrante da Cia dos Atores.

No ano em que o Brasil comemora 30 anos do fim do regime militar, o ineditismo do projeto Próxima Parada vem do foco no percurso de ambos os autores e de personagens de suas obras, entrelaçando histórias reais e ficcionais, dados históricos e políticos, e depoimentos recolhidos através das cartas que José Vicente e Antonio Bivar trocaram ao longo de anos de amizade e de viagens feitas pela Europa e América Latina, atingindo a dramaturgia, a interpretação, a cenografia e demais elementos cênicos.

O projeto Próxima Parada nasceu em 2013, durante ateliê realizado no Centro Cultural Calouste Goulbenkian, ministrado por Cesar Augusto e Marcelo Valle, ambos membros fundadores da Cia dos Atores. Em seguida, durante oficina no Teatro Ipanema, foram pesquisadas as obras Hoje é dia de rock, de José Vicente, que teve montagem histórica neste mesmo teatro, e Verdes vales do fim do mundo, de Bivar. E, por fim, no Espaço SESC, teve continuidade a pesquisa por técnicas e experimentos voltados para o desenvolvimento do trabalho autoral dos atores. A peça teve sua estreia em janeiro deste ano, no Espaço Sesc.

A peça integra a programação do Gamboavista. Com curadoria do ator e diretor Cesar Augusto e direção artística de Marco Nanini e Fernando Libonati, a 4ª edição do projeto vai até o dia 10 de maio e conta com espetáculos teatrais (adultos e infantis) e shows.

Ficha técnica:

A partir dos textos e biografias de Antonio Bivar e José Vicente.
Com a colaboração e atuação de: André Rosa, Breno Motta, Dani Cavanellas, Danilo Rosa, Felipe Frazão, Flavia Coutinho, Haroldo Costa Ferrari, Rômulo Chindelar, Sarah Lessa e Victor Albuquerque
Direção: Cesar Augusto
Assistência de direção: Priscila Vidca
Figurino: Antonio Guedes
Trilha sonora: Rodrigo Marçal
Produção: Carol Kern
Realização: Treco Produções


Próxima Parada
Quando? 18 e 19 de abril
sábado, às 21h, e domingo, às 20h
Onde? Galpão Gamboa - Teatro
Rua da Gamboa, 279 - Centro
Quanto? R$ 20,00 (inteira) R$ 10,00 (meia)

Classificação: 16 anos
Capacidade: 80 lugares
Duração: 70 minutos

Mais informações: (21) 2516-5929

Saiba mais...

Passinho Brazil - o Espetáculo

O grupo mostra através da dança o surgimento do movimento do passinho.



O movimento do passinho cresceu e tomou conta das ruas e de diversos espaços cariocas. A partir disso, a Cia de Dança Passinho Brazil criou um espetáculo que conta, através das lembranças de um jovem, as influências e a origem desse movimento. A apresentação do grupo será no dia 18 de abril (sábado), às 19h, na Arena Jovelina Pérola Negra. Os ingressos são vendidos na hora por apenas R$ 2,00.

A peça, que se passa numa comunidade, conta a história de um grupo de amigos ecléticos, formado por capoeiristas, passistas, dançarinos de frevo e do movimento hip hop. Esses amigos através da troca cultural juntam algumas referências e formam o passinho, uma manifestação de dança urbana genuinamente carioca que revela a diversidade e criatividade brasileira.

Ficha técnica:

Direção e coreografia: Henrique Talmah
Dançarinos: Lucas Souza da Silva, Ygor Machado Bernardo, Jonas Brener Lopes Blant, Matheus Silva de Araújo, Roberto Carlos de Oliveira Junior, Luiz Antônio Rodrigues, Willian Santos Martins, Lucas Alves e Felipe Barros
Produção: BM Produções


Passinho Brazil - o Espetáculo
Quando? Sábado, 18 de abril, às 19h
Onde? Arena Jovelina Pérola Negra
Praça Ênio, s/n - Pavuna
Quanto? R$ 2,00 (inteira) e R$ 1,00 (meia-entrada)

Classificação livre
A Arena possui acesso para deficientes físicos e estacionamento gratuito.

Mais informações: (21) 2886-3889

Saiba mais...

Beachbeat e Catch


A festa Catch chegou despretensiosa e se estabeleceu no mercado com a proposta de provocar, envolver e seduzir ao som sofisticado da house music e suas vertentes. A Beachbeat nasceu de uma ideia entre os produtores Silvio Maranhão, Dudi Cotrim e Alice Pereira de criar um selo voltado para a música eletrônica com a cara do carioca. Juntas, elas estreiam na The Week Rio com um line-up de peso, com destaque para a presença do DJ espanhol Anthony May. Natural de Madrid, onde é residente do club Baila Cariño, Anthony May circulou nos últimos 5 anos entre as cidades mais evoluídas na cena musical como Londres, Berlin e Ibiza, apurando ainda mais seu gosto pela house music.

Pista Babylon Rio: DJs Alan Passos, Flow & Zeo, Anthony May (Madri) e Grá Ferreira. VJ Ani Haze.


Beachbeat e Catch
Quando? Sexta, 17 de abril às 23h59
Onde? The Week Rio
R. Sacadura Cabral, 135 - Saúde
Quanto? Lista Amiga: R$ 30,00 (masculino) e R$ 20,00 (feminino) (e-mail: beachbeatparty@gmail.com)
Sem Lista: R$ 50,00 (sujeito a alteração)

Mais informações: (21) 2253-1020 / theweek.com.br

Saiba mais...

Radisfoque

Espécie de ópera-jogo, a peça convida o público a interagir com a personagem


Na peça Radisfoque a cantora lírica Gabriela Geluda faz um concerto divertido e interativo. Conforme ela canta, surgem línguas de sogra em seus dedos, bolhas de sabão aparecem de suas antenas e pipocas quentinhas estouram da cabeça de seu assistente, um cientista maluco. O espetáculo, produzido pela Ecoar, faz duas apresentações gratuitas na Arena Carioca Abelardo Barbosa – Chacrinha nos dias 16 (quinta) e 17 (sexta) de abril, às 14h.

A montagem transmite sensações que se materializam, já que as crianças participam do espetáculo, alterando os movimentos no palco e, sobretudo, interagindo diretamente no repertório de música clássica, criando as composições através de muita brincadeira. Nas cenas a cantora é acoplada a diversas traquitanas como um equipamento formado por 20 línguas de sogras, uma coroa-bolha que produz bolhas de sabão, caixas de acrílico que produzem um enorme volume de espuma, um chapéu-pipoqueira e um canhão de pipoca, que são controlados ora pela atriz, ora pelo público.

A diretora Gabriela Duvivier, que fundou a primeira companhia de improvisação teatral do Rio de Janeiro, a Cia Teatro do Nada, diz que um dos objetivos de Radisfoque é realizar um espetáculo baseado na comunicação e interação com o público. "Nossos ensaios sempre são muito divertidos, pois o espetáculo é todo composto de brincadeiras, e nosso objetivo é convidar o público a brincar com a gente! E, por incrível que pareça, são sempre brincadeiras realizadas sobre o universo erudito da música clássica", pontua.

Ficha técnica:

Criação: Gabriela Duvivier, Gabriela Geluda e Michel Groisman
Direção artística: Gabriela Duvivier
Cantora e atriz: Gabriela Geluda
Ator, criador e manipulador das traquitanas: Michel Groisman
Pianista: Tatiana Dumas
Coordenação de produção: Carla Strachmann
Design: Philippe Leon
Operador de som e luz: Diogo Magalhães


Radisfoque
Quando? dias 16 e 17 de abril, às 14h
Onde? Arena Carioca Abelardo Barbosa – Chacrinha
Rua Soldado Elizeu Hipólito, s/nº - Guaratiba
Quanto? Entrada gratuita

Classificação livre

Mais informações: (21) 3404-7980

Saiba mais...

Yentl em Concerto

Prorrogado até 18 de junho



Baseado na obra de Isaac Bashevis Singer "Yentl - The Yeshiva Boy" e no filme de Barbra Streinsand, com direção musical de João Carlos Coutinho, o espetáculo Yentl em Concerto se passa no século 19, quando a jovem Yentl perde seu pai, Rebbe Mendel, que secretamente lhe ensinava o Talmud e a Torah, estudos que eram proibidos às mulheres. Decidida a desafiar um destino que lhe condenava a permanecer na ignorância de Deus, do mundo e de si, transveste-se de homem e segue para uma Yeshiva. Chegando lá, apaixona-se por Avigdor, seu colega de estudos, e precisa descobrir até aonde está disposta a abrir mão de sua identidade. A obra levanta, de forma inusitada, questionamentos profundos quanto a gêneros, sexualidades e quando se deve ou não respeitar os limites impostos pela sociedade de senso comum, na busca pelos nossos sonhos.

Alessandra Maestrini canta as músicas originalmente compostas por Michel Legrand e com letras de Alan e Merilyn Bergman para o premiado filme musical protagonizado por Barbra Streisand (que também assina roteiro, direção e co-produção do mesmo) e conta, entre uma música e outra, a história desta jovem em busca de um céu que abrigue suas asas independente de seu gênero sexual.


Yentl em Concerto
Quando? Quintas, de 16 de abril a 18 de junho, às 21h
Onde? Midrash Centro Cultural
Rua General Venâncio Flores, 184 - Leblon
Quanto? R$ 80,00

Mais informações: (21) 2239-1800 / 2239-2222
Saiba mais...

Fosfobox 11 anos

Fosfobox completa 11 anos com 11 festas seguidas, de 15 a 25 de abril.



No dia 20 abril de 2004 Cabbet Araújo ressuscitou o conceito de club na noite carioca com a inauguração do Fosfobox. Desde o início a casa virou referência para um público que busca novas tendências, tornando-se o ponto de encontro dos amigos e admiradores da cultura underground/alternativa.

Com uma programação variada de festas, que passeia pela música eletrônica, rock, pop, hip hop e bass music, entre outros gêneros, a casa também abriga performances, teatro, cinema, poesia e outras manifestações culturais. Situada no centro de Copacabana, numa região com tradição vanguardista, o Fosfo é cercado por bares boêmios que servem para um chill in improvisado, o popular "esquenta" antes de entrar.

Em 2007 a casa empreendeu uma reformulação administrativa com a entrada do novo sócio Felipe Travassos, o que garantiu ao club um aumento da profissionalização, melhorando o atendimento ao público. Em janeiro de 2011, o subsolo, com capacidade para 300 pessoas, passou por uma reestruturação completa de pista, cabine de DJ, bar, sistema de som, refrigeração e banheiros. O Fosfobar - primeiro andar do club - também foi reformado e, além de bar e pista mais intimista, é um ótimo lugar para conversar com os amigos.

Alguns dos melhores DJs que já tocaram no Fosfobox: Antony Rother, Matias Aguayo, Martin Eyerer, Kollektiv Turmstrasse, Optimo DJs, Marky, Radical G, Craze, Ean Golden, P. Toile, Cassy, Tom Clark, Etienne de Crecy, Borgore, Seth Troxler, Pornbugs, Mala, Soul Clap, Borgore, Doctor Dru, Addison Groove, Andreas Henneberg, Erik Christiansen, DAVE The Drummer, Click | Click, Superflu, Adana Twins, Zed Bias, Casey Spooner, Diplo, Pearson Sound, Bad Boy Orange, Billy Nasty, Holosound, Oliver Klein, Luca Bacchetti, DJs from Mars, Danny Daze, Martin Dawson, Martin Eyerer, etc. No último ano o destaque foi para as apresentações de: Gui Boratto, Murphy, D-Nox & Beckers, Untold, BTK e Thomaz Krauze, entre outros.

Para o agito de 11 anos do club o Fosfobox preparou 11 noites seguidas de festas. A maior atração é o DJ e produtor alemão Phonique, que se apresenta dia 24/04 dentro da festa Bootleg. DJs e festas residentes completam a escalação em noites temáticas.

Confira programação completa abaixo:

Quarta, 15 de abril, às 23h
Festa: Copa Funk Party
(Funk / Hip Hop / Latin Rhythms)
DJs Haron Dufau e Dorly.
Entrada: R$ 30 (lista até 0h) e R$ 50

Quinta 16 de abril, às 23h
Festas: Inflamável feat. Nêga
(Black Music / Hip Hop / Indie Pop)
DJs Bgolls Incrível, Buba, Igor Boechat e Rafa Maia.
Entrada: R$ 30 (lista até 1h) e R$ 35

Sexta 17 de abril, às 23h
Festa: Brotherhood
(Tech / Deep House)
DJs Nana Torres, Ricardo Estrella, HNQO, Lennox e VJ Benoliel.
Entrada: R$ 40 (lista até 1h), R$ 50 (sem lista até 1h) e R$ 80 (sem lista após 1h)

Sábado 18 de abril, às 23h
Festa: Recalcada
(Baile Neofunk / Pop)
DJs Jeff Oliveira, Paula Queiroz, Matheus G e Doug Def.
Entrada: R$ 30 (lista até 1h), R$ 40 (lista após 1h) e R$ 50

Domingo 19 de abril, às 23h
FosfoAlternativo com DJs residentes
(Pop / Indie / Mashup / Hits)
DJs Beto Artista, Fernando Schlaepfer, Sal, Polly, Ivy, Grazzy, Julie, Jeff, Doug, Fernando Henri, Matheus Gonçalves, Julia Gameiro, Rafael Narciso, Tomas Troia, Larissa Busch, Diogo Strauss, Andrei Yurievitch e Fabiano Moreira. VJ MadDog
Entrada: R$ 30 (lista até 1h), R$ 40 (lista após 1h) e R$ 50

Segunda 20 de abril, às 23h
FosfoAvançado com DJs residentes
(Techno / House / NuDisco / Indie Dance)
DJs Marcelo Abreu, Leo Janeiro, Marcio Careca, João Paulo, Jonas Rocha, Manara, Sean Diss, Holanda, Toledo, Rodrigo S, Pedro Fontes, Gustavo Elsas, Ricardo Estrella, Nana Torres, Fella, Mezzonato, Torha, Pedro Piu, Flow e Zeo, Zuim e Joca Vidal.
Entrada: R$ 30 (lista até 1h), R$ 40 (lista após 1h) e R$ 50

Terça 21 de abril, às 23h
Festa: Dobradinha
(Pop / Rock)
DJs Raphael Otsuka, Mateus Simões, Bruno e Célio Renato
Entrada: R$ 35 (lista até 1h) e R$ 40

Quarta, 22 de abril, às 23h
Festa: Copa Funk Party
(Funk / Hip Hop / Latin Rhythms)
DJs Haron Dufau e Dorly.
Entrada: R$ 30 (lista até 0h) e R$ 50

Quinta, 23 de abril, às 23h
Festa: Wobble
(Dubstep / Trap / UK Garage)
DJs Rodrigo S, Pedro Fontes, Gustavo Elsas e Fábio Heinz.
Entrada: R$ 30 (lista até 0h), R$ 40 (lista após 0h) e R$ 50

Sexta, 24 de abril, às 23h
Festa: Bootleg
(House e variantes)
DJs Leo Janeiro, Bed & Breakfast, Marcelo Abreu, Jonas Rocha, Diogo Accioly e Phonique (Alemanha).
Entrada: R$ 80 (até 1h) e R$ 100

Sábado, 25 de abril, às 23h
Festa: High As Shit
(Rap / Trap / Slut Hop)
DJs Tago Oli, Dorly, Julie, Doug Def, Fernando Henri e Matheus Gonçalvez.
Entrada: R$ 30 (lista até 1h), R$ 40 (lista após 1h) e R$ 50


Fosfobox 11 anos
Quando? 15 a 25 de abril, às 23h
Onde? Fosfobox Bar / Club
Rua Siqueira Campos, 143 - Copacabana
Quanto? R$ 30,00 a R$ 100,00, dependendo do dia e horário.

Capacidade: 300 pessoas

Mais informações: (21) 2547-5976 / fosfobox@fosfobox.com.br


Saiba mais...

O que mais já passou por aqui

Não podemos esquecer também dos outros posts mais antigos que também passaram por aqui. Confira abaixo alguns deles que deram o que falar!