Últimos Posts
Cultura

Teatro

Shows

Exposições

Noite

Festas

Esportes

Eventos Esportivos

Como a Gente Gosta

Publicado por: Carioca Cult
segunda-feira, 6 de abril de 2015

Laços desfeitos em nome de ambições pessoais. Uma paixão avassaladora. Uma personagem que troca de identidade e coloca o amor do pretendente à prova. Interesses amorosos correspondidos ou não. Um final feliz. Coisas de novela? Poderiam ser se não tivessem saído da cabeça de um gênio do teatro em idos do século XVII. Essas e outras situações compõem a trama de Como a gente gosta (As you like it), comédia de William Shakespeare dirigida por Vinicius Coimbra e cujo elenco traz Pedro Paulo Rangel, Camilla Amado, Priscila Steinman e Gabriel Falcão, entre outros nomes dos palcos e da TV.

A montagem é especial para vários dos artistas envolvidos. Trata-se do reencontro no palco entre Pedro Paulo e Camilla 42 anos depois de atuarem em As desgraças de uma criança, de Martins Pena. Sem falar que é o terceiro Shakespeare nas carreiras dos dois. Enquanto Pedro atuou em Romeu e Julieta e em O mercador de Veneza, Camilla tem um Hamlet e a direção de Otelo no currículo. Na peça, Pedro Paulo é o Bobo e Camilla se divide entre Ada e Audrey – assim como outros do elenco. Quem também volta a beber no bardo é Priscila Steinman, cuja primeira incursão no universo do autor foi com A tempestade. No caso de Vinicius, a encenação tem um valor especial: numa carreira que soma 15 anos, é sua primeira direção para teatro. Natural que estréie com um texto shakespereano.

Não vem de hoje o fascínio que a obra desse autor exerce sobre Coimbra. Ele costuma mergulhar na obra do bardo inglês entre um trabalho e outro para a TV Globo, onde dirigiu novelas como Insensato coração e Lado a Lado – detentora de um EMMY, prêmio máximo da TV mundial. E a vontade de fazer um Shakespeare só ganhava força. A trágica trama de Macbeth inspirou, por exemplo, o roteiro do longa A floresta que se move, que acaba de filmar . O teatro não tardaria por esperar.

No caso de Como a gente gosta, tudo começou com Rosalinda. Foi movido pela curiosidade pela personagem que Vinicius chegou ao texto. Mais exatamente pelas mãos de Harold Bloom, tido como o mais respeitado estudioso de Shakespeare. Dois anos atrás, durante a leitura de A invenção do humano, no capítulo dedicado a As you like it, chamaram sua atenção as observações sobre a heroína. E acabou fascinado por outro aspecto do texto: o fato de tratar do amor e suas diferentes formas. "Ao trazer pares variados, a peça brinca com os gêneros. Não só traz diferentes visões sobre o amor como mostra muito do comportamento humano. Algo totalmente atual" analisa o diretor.

E a atualidade do texto levou-o a optar por uma montagem contemporânea. A começar pela tradução e adaptação, assinada juntamente com Gabriel Falcão, com quem trabalhou em Malhação. Tendo ganhado títulos que vão de Como gostais a Como quiserem, a peça virou nas mãos da dupla Como a gente gosta. "Quisemos com isso manter o aspecto irônico do texto. O olhar do público importa, mas quisemos também nos incluir nesse olhar. Fica mais humilde", reconhece Vinicius. A retórica arcaica de antigas traduções deu lugar a um vocabulário atual, tendo preservado falas rimadas e uma peculiaridade do autor: a de grande frasista. "A tradução muito literal pode afastar o público, e isso não é o que queremos", observa. O convite está feito.


Como a Gente Gosta

Quando? Segunda, 13 de abril, às 20h30
Onde? Midrash Centro Cultural
Rua General Venâncio Flores, 184 - Leblon
Quanto? Evento gratuito

Quando? 7 de maio a 5 de julho
Quintas, sextas e sábados às 21h30 e Domingos às 20h
Onde? Teatro dos Quatro
Rua Marquês de São Vicente, 52 - Gávea
Quanto? valores disponíveis em breve.


O que mais já passou por aqui

Não podemos esquecer também dos outros posts mais antigos que também passaram por aqui. Confira abaixo alguns deles que deram o que falar!