Últimos Posts
Cultura

Teatro

Shows

Exposições

Noite

Festas

Esportes

Eventos Esportivos

Chica

Publicado por: Carioca Cult
sexta-feira, 15 de maio de 2015

Cia Étnica estreia espetáculo inspirado no mito Chica da Silva




No mês em que se comemora a Abolição da Escravatura (13 de Maio), a Cia Étnica estreia seu novo espetáculo Chica, poeticamente inspirado no mito Chica da Silva. Com concepção e direção de Carmen Luz, a obra coreográfica constitui o cruzamento da dança com as artes visuais, a história brasileira contemporânea e a poesia, revelando a força e a audácia do corpo negro feminino. Contemplado com o Prêmio Afro 2014, patrocinado pela Petrobras, Chica estreia nacionalmente dia 21 de Maio, no Teatro Cacilda Becker, no Rio de Janeiro, com direção de produção de Sara Calaza.

Fotos: ©Cláudia Ferreira
Chica da Silva é um interesse antigo da diretora e cineasta Carmen Luz. Mas foi em 2013, ao tomar conhecimento de um trote ocorrido na Faculdade de Direito da UFMG, onde uma caloura foi pintada de preto e acorrentada, com uma placa dizendo "Caloura Chica da Silva" ao pescoço, que Carmen Luz resolveu que era o momento de começar a conceber o espetáculo.

"Faz muito tempo Francisca da Silva de Oliveira, a Chica da Silva, me assombra. As lendas e os estereótipos adesivados em seu corpo negro continuam alimentando o imaginário sobre a mulher brasileira. Do século XVIII ao XXI todas nós, negras, mulatas e brancas afrodescendentes, quando punidas, esculachadas, sexualizadas, bem-sucedidas, poderosas e assassinadas, somos meio Chica da Silva e nossas histórias seguem assim, pelas beiradas. Alimentada por extensa pesquisa, esta peça, que inicia a celebração de 21 anos da Cia Étnica, tomou a história e os fantasmas da Imperatriz do Tijuco, a Dona de Diamantina como um mapa para dançarmos a nós mesmas e a nós mesmos, dançarmos a Chica que somos e, também, aquelas Chicas cujas histórias nos atravessam diariamente, seja nos palácios, nas ruas, em nossos afetos ou, como disse Carolina Maria de Jesus, no quarto de despejo de nossa cidade." - comenta Carmen Luz.

Assim, dando prosseguimento a pesquisa da sua Cia Étnica, a respeito da entrada do corpo negro na dança, Carmen Luz estimulou seus bailarinos e bailarinas a olhar o movimento dos negros nas ruas, nos mais diversos lugares, em atividades distintas, buscando as Chicas que atravessaram a história e que estão no corpo deles próprios, bailarinos e bailarinas da Cia Étnica, que vêm da zona norte e zona oeste, territórios do Rio de Janeiro.

Carmen, que também é documentarista, produziu uma série de vídeos que serão projetados em determinados momentos do espetáculo como signos que traduzem a formação desses corpos. Assim, revisitando o quintal da nossa história em busca dos corpos dos territórios desses bailarinos, vai surgindo o espetáculo Chica.

Chica faz parte de um projeto mais amplo, dividido em três partes: a primeira é o espetáculo em questão, a segunda é a realização de um documentário, e a terceira parte é um vídeo instalação na casa de Chica da Silva, em Diamantina, que agrega o espetáculo e o documentário.

Além disso, a convite de Carmen Luz, Liv Sovik, da Escola de Comunicação da UFRJ, ministra no dia 29 de Maio, às 16h, no Teatro Cacilda Becker, com entrada franca, a palestra Gênero e política em Chica da Silva que trata como Chica da Silva surge e ressurge na cultura brasileira, se propaga e se desdobra em diversas versões, falas, imagens, figurações. Discutirá alguns traços recorrentes, vistos de forma negativa e positiva, coincidem com estereótipos da mulher brasileira: mulata, sedutora, altiva talvez além da conta. O que podemos entender da recorrência de Chica no imaginário de diversas épocas? O que as leituras de Chica nos falam sobre como a mulher comum e extraordinária suscita reações de admiração e repúdio?



Ficha técnica:

Concepção, Direção e Coreografia: Carmen Luz
Direção de Produção: Sara Calaza
Intérpretes-criadores: Amanda Correa, Ana Gregorio, Alessandro Portugal, Anderson Nascimento, Claudia Martins, Gessica Justino e Silvia Patricia
Design de Luz: Bruno Barreto
Figurinos e Adereços: Lucas Pocian
Música Original: Rodrigo Brayner
Vídeos: Carmen Luz e Vick Birkbeck
Preparação Corporal: Charles Nelson, Amanda Correa, Helena Matriciano e Claudia Martins
Assistentes de Direção: Amanda Correa e Anderson Nascimento
Ensaiadora: Amanda Correa
Design de Som e Trilha Sonora: Alessandro Portugal, Carmen Luz e Rodrigo Brayner
Montagem e Edição da Trilha: Rodrigo Brayner e Fábrica Nômade Sonora
Assistência e Operação de Luz: Erick Santos
Cenotécnico e Contrarregra: Darci Cesar Cezinha
Edição e Operação de Imagens: Ananda Campana
Consultoria: Liv Sovik
Divulgação: Naira Fernandes
Design Gráfico: Aline Paiva
Web Design: Rodney Wilbert
Fotos: Claudia Ferreira e Aloizio Jordão
Fotógrafa Assistente: Adriana Medeiros
Assessoria de Imprensa: Ana Andréa e Ney Motta (Contemporânea Comunicação)

Chica
Quando? 21 a 31 de Maio de 2015. Quinta a sábado às 20h. Domingo às 19h.
Onde? Teatro Cacilda Becker
Rua do Catete, 338 - Largo do Machado
Quanto? R$ 10,00

Estudantes, professores e classe artística: entrada gratuita mediante apresentação da carteira.
Duração: 50 minutos
Classificação Indicativa: Livre

Mais informações: (21) 2265-9933

O que mais já passou por aqui

Não podemos esquecer também dos outros posts mais antigos que também passaram por aqui. Confira abaixo alguns deles que deram o que falar!